Não tem que ser tudo essa porcaria

Foi por puro acaso que aconteceu de eu ver toda a apresentação das oito finalistas de skate na Olimpíada de Tóquio, nesta segunda-feira, 26 de julho. Foi também por puro, absoluto acaso – o iPod fica sempre no modo shuffle, randômico – que, umas poucas horas depois de ter ficado conhecendo esse encanto, essa coisa linda que é a garotinha Layssa Leal, ouvi a canção do Secos & Molhados que admiro desde muito antes de Layssa nascer, mas fazia anos que não ouvia. Continue lendo “Não tem que ser tudo essa porcaria”

O Brasil de Bolsonaro, não!

Estava pronto para começar a escrever um suelto sobre a garotinha Rayssa Leal e uma canção dos Secos & Molhados, e fui dizer isso para a Mary na sala no momento em que ela via a cerimônia do pódio em que a bandeira brasileira subia em Tóquio, junto com duas bandeiras da Grã-Bretanha, a Union Jack, pela prata de Fernando Scheffer. Continue lendo “O Brasil de Bolsonaro, não!”

Maria Alice

Maria Alice não era apenas a mais velha dos três filhos da Dona Aparecida e do Seu Milton: era a mais velha de todos os daquela turma de amigos que me recebeu de braços abertos quando cheguei a São Paulo, aos 18 anos, sem a menor idéia do que iria fazer da e na vida. Continue lendo “Maria Alice”

O elogio à ditadura

“A China é capaz de lutar contra o coronavírus tão rapidamente porque tem um partido político forte e um governo forte. Porque o governo tem controle e poder de comando. O Brasil não tem isso, nem outros países.” Continue lendo “O elogio à ditadura”

É preciso parar Bolsonaro

Os três maiores jornais do Brasil condenaram, com vigor, veemência, e unanimemente, a assombrosa, apavorante decisão do comandante do Exército Brasileiro de não punir o general da ativa Eduardo Pazuello por participar de ato político junto com Jair Bolsonaro no Aterro do Flamengo, no dia 23 de maio. Continue lendo “É preciso parar Bolsonaro”

Assim reagiram os jornais neste dia nacional da vergonha

Jamais poderia imaginar que viveria para ver o dia em que o Comando do Exército Brasileiro se ajoelharia diante de um capitãozinho insubordinado, mau militar, terrorista, que jamais respeitou hierarquia e planejava explodir bombas em quartéis. Continue lendo “Assim reagiram os jornais neste dia nacional da vergonha”