Moribundos e moribundas

Com o chefe acuado, respondendo a vários processos e correndo o risco real de despedir-se em breve para uma longa temporada na cadeia — acompanhada de um castigo extra de 30 anos de inelegibilidade —, não é surpresa que seus devotos tenham se apinhado em três a quatro quarteirões de cada lado do MASP para chorar por antecipação sua morte política.  Continue lendo “Moribundos e moribundas”

Vacas fardadas

 Depois dos últimos acontecimentos, sou obrigado a admitir que a Polícia Federal não quer mesmo que eu fique de férias. Outra vez tenho que interrompê-las para não perder o que pode ser o capítulo final da novela golpista, lançada com a reeleição da Dilma, em 2014, e consumada com seu impeachment, dois anos depois. Continue lendo “Vacas fardadas”

Pescarias

Todo mundo sabe que pai Jair gosta de pescar. Gosta tanto que foi autuado e multado por fiscal do Ibama em Angra dos Reis por estar pescando em águas proibidas, reservada à reprodução da fauna e flora marinhas. Tempos depois, já entronado na Presidência da República, o protoditador demitiu o fiscal e em seguida, em mais uma vingancinha infantil, desmantelou o Ibama de norte a sul do Brasil.  Continue lendo “Pescarias”

Sin perder la ternura

O golpe de 8/1 não deu certo porque os golpistas perderam o tempo da história meio ano antes. Felizmente, para a democracia, não souberam fazer quando tinham a faca e o queijo na mão. Os comandos das Forças Armadas já estavam embarcados de cuia e mochila na aventura, mas assim mesmo o grande plano (urdido desde 2015 por Villas Bôas) fracassou. Continue lendo “Sin perder la ternura”

Feliz Ano Novo

 O novo ano promete. 

Tem briga já escalada para o STF, entre os prós e os contra a sem-vergonhice do marco temporal para esbulhar mais uma vez os povos originários e donos ancestrais da terra brasilis Continue lendo “Feliz Ano Novo”

Façanhas

Não foi nadando de braçada, mas correndo aos trancos e barrancos que o ministro da Fazenda e o presidente da República — sem esquecer (tenho que ser justo) os presidentes da Câmara e do Senado — conseguiram fazer os principais projetos econômicos do quinto governo petista cruzarem a reta de chegada ao apagar das luzes de 2023. Continue lendo “Façanhas”

A sucessão

Sei que muitos gostaram, mas não me agradou a aprovação do Flávio Dino para o STF. Não pelos mesmos motivos dos que não o queriam de jeito nenhum lá. Muito pelo contrário. Eu queria que ele continuasse ministro de governo e não do Supremo. Mas o presidente Luiz Inácio não quis assim. Não sei o que ele vai ganhar com isso, mas eu perdi.  Continue lendo “A sucessão”

Hasta la vista!

Tantas mensagens mandaram para o espaço com as poderosas lanternas de seus telefones celulares que finalmente foram atendidas. As tias do zap, como se intitulam, comemoraram eufóricas em Buenos Aires, domingo passado, vindas diretamente do Paraná e outras partes, a posse do alienígena ultrarradical de direita Javier Milei, novíssimo presidente da República Argentina.  Continue lendo “Hasta la vista!”

Curiosidades

O Brasil é um país de muitas curiosidades. Não digo que os outros não sejam. Mas aqui curiosidades proliferam como cupinzeiros no meio do campo. Já notaram como crescem aqueles cones maciços de terra erigidos por tão minúsculas criaturas? Continue lendo “Curiosidades”

Notas argentinas 2

Alguém deve ter soprado nas orelhas do recém eleito Javier Milei que não pode brigar com quem lhe dá um prato de comida. Vai daí, o desmiolado autorizou o Itamaraty de lá a mandar uma cartinha a Lula pedindo arrego. 

Continue lendo “Notas argentinas 2”

Notas argentinas

Os anarcocapitalistas vêem o Estado como um opressor a ser combatido e, se possível, extinto. Só serve para impor limites, atrapalhar os negócios e disseminar a pobreza, pois os ricos são tolhidos de empreender como querem e os pobres, por consequência, impedidos de subir na vida. 

Continue lendo “Notas argentinas”

Sobre os carniceiros

Quando dois carniceiros se encontram para se matarem, restam poucas opções aos circundantes observadores da matança. Tomar partido por um dos lados é uma delas. Não leva à paz, mas ao fim da matança com o extermínio da outra parte. Leva à paz dos cemitérios. Não é o caminho.

Continue lendo “Sobre os carniceiros”

O Hamas venceu

A Bolívia rompeu relações diplomáticas com Israel. A Bolívia está certa. Chile e Colômbia chamaram seus embaixadores de volta de Israel, primeiro passo para o rompimento diplomático. Chile e Colômbia estão certos. 

Continue lendo “O Hamas venceu”