“O governo é incompetente”

“A inflação beira os dois dígitos, o desemprego e o desalento deixam de fora do mercado de trabalho 20 milhões de brasileiros, a miséria está aumentando, a educação foi entregue a três ministros sem os atributos mínimos para estar no cargo, a Saúde elevou o número de mortes na pandemia pela mistura perigosa de negacionismo e picaretagem, a crise hídrica se agravou por falta de planejamento e o preço da energia está explodindo. O presidente briga, ofende, ameaça, exatamente por isso. Tenta esconder o desempenho desastroso do seu governo.” Continue lendo ““O governo é incompetente””

Marina com nova paixão

Neste mês de agosto, aos 8 anos e 5 meses de idade, Marina está em início de paixão por um novo grupo musical que entrou em sua vida, o Now United. É um conjunto de vários rapazes e moças de diversos países, um grupo formado para saudar a diversidade, com brancos, negros, morenos, asiáticos. Continue lendo “Marina com nova paixão”

Impeachment é pouco. Tem que prender

Que Jair Bolsonaro mente, falseia, engana, isso é plenamente sabido. Disso até as emas do Palácio da Alvorada – pobres emas! – estão cansadas de saber. Mesmo assim, as duas revelações que vieram a público nesta sexta-feira são chocantes. Demonstram, da forma mais cabal possível, que o presidente da República não é apenas um mentiroso contumaz: é um criminoso. Continue lendo “Impeachment é pouco. Tem que prender”

O dia da vergonha – e da derrota

 

“No dia em que o presidente Jair Bolsonaro promoveu uma das cenas mais ridículas da História do Brasil pelo menos desde a redemocratização, com um anacrônico e acabrunhado desfile de sucatas militares sobre o Eixo Monumental, em Brasília, o Congresso lhe deu duas respostas de que não aceitará mais essas manobras antidemocráticas.” Continue lendo “O dia da vergonha – e da derrota”

Impeachment, urgente

“Jair Messias Bolsonaro é um presidente contra a Constituição. Comete desvarios em série na sua fuga rumo à tirania e precisa ser parado pela lei que despreza.” Por isso, “a deliberação sobre os pedidos de impeachment torna-se urgente”. Continue lendo “Impeachment, urgente”

Não tem que ser tudo essa porcaria

Foi por puro acaso que aconteceu de eu ver toda a apresentação das oito finalistas de skate na Olimpíada de Tóquio, nesta segunda-feira, 26 de julho. Foi também por puro, absoluto acaso – o iPod fica sempre no modo shuffle, randômico – que, umas poucas horas depois de ter ficado conhecendo esse encanto, essa coisa linda que é a garotinha Layssa Leal, ouvi a canção do Secos & Molhados que admiro desde muito antes de Layssa nascer, mas fazia anos que não ouvia. Continue lendo “Não tem que ser tudo essa porcaria”

O Brasil de Bolsonaro, não!

Estava pronto para começar a escrever um suelto sobre a garotinha Rayssa Leal e uma canção dos Secos & Molhados, e fui dizer isso para a Mary na sala no momento em que ela via a cerimônia do pódio em que a bandeira brasileira subia em Tóquio, junto com duas bandeiras da Grã-Bretanha, a Union Jack, pela prata de Fernando Scheffer. Continue lendo “O Brasil de Bolsonaro, não!”

Maria Alice

Maria Alice não era apenas a mais velha dos três filhos da Dona Aparecida e do Seu Milton: era a mais velha de todos os daquela turma de amigos que me recebeu de braços abertos quando cheguei a São Paulo, aos 18 anos, sem a menor idéia do que iria fazer da e na vida. Continue lendo “Maria Alice”

O elogio à ditadura

“A China é capaz de lutar contra o coronavírus tão rapidamente porque tem um partido político forte e um governo forte. Porque o governo tem controle e poder de comando. O Brasil não tem isso, nem outros países.” Continue lendo “O elogio à ditadura”