Ele está de volta

Começou a pipocar nas redes sociais nesta quarta-feira, 31/7, uma trágica charge de Adolf Hitler com o mapa do Brasil no lugar do bigode – ou seja, uma imagem associando o presidente Jair Bolsonaro ao ditador que lançou o mundo na Segunda Guerra Mundial e matou nos campos de concentração mais de 6 milhões de judeus, ciganos, portadores de problemas físicos.

Continue lendo “Ele está de volta”

Não falta assunto no botequim

Nos tempos de Fernando Henrique Cardoso a conversa nos bares depois do trabalho era uma chatice. O presidente não atacava ninguém, não anunciava que ia intervir em questões banais, não via garras comunistas em órgãos técnicos, não saía a pé do Palácio… Não ia, dia sim dia não, a um evento oficial ou de outra natureza, e ficava de boca fechada. Continue lendo “Não falta assunto no botequim”

Strike!

Noite de quinta-feira de um dia cheio de afazeres, sem tempo para pesquisar, sem tempo para escrever e sem vontade de comentar as idiotices expelidas durante a semana pelas nossas “otoridades”, mas preocupada em produzir um texto pra não deixar meu editor na mão. Continue lendo “Strike!”

Escalada da intolerância

A liberdade de expressão é um valor fundamental para definir o grau de civilização de uma sociedade e de seu ordenamento democrático. Quanto maior, mais avançado é o estágio civilizatório. E quanto mais cerceada, maior o déficit democrático de um país. Continue lendo “Escalada da intolerância”

Mais Brasília, menos Brasil

Se fosse só gogó, falação, palavras, imbecilidades ditas a cada momento, a toda hora, todo dia, já seria péssimo para o país. Mas não é só da boca pra fora: o governo Jair Bolsonaro age. Executa, obra, opera – e sempre para o lado do mal, das trevas. Do autoritarismo. A cada ato desse governo, o país fica um pouco pior. Continue lendo “Mais Brasília, menos Brasil”

Se ainda têm um coração

Se ainda bate um coração no peito dos leitores do Jornal de Negócios, bebam-me estas lágrimas. São as lágrimas da mãe de Joseph Cyr. É um dia de Outono de 1951 e que mãe não choraria ao ver o nome do seu filho desenhado num jornal, a letras generosas, contando como ele, Joseph Cyr, cirurgião, na insidiosa guerra da Coreia, a bordo de um destroyer canadiano, em pleno deck e o céu por testemunha, operara três norte-coreanos, um deles com uma bala a tricotar-lhe o coração, salvando-os da nefanda morte. Essa é a mais franciscana das nobrezas: salvar o próprio inimigo. Continue lendo “Se ainda têm um coração”

Imbecilidades, desmandos, ofensas

No curtíssimo espaço de dois dias, a quinta e a sexta-feiras, 18 e 19/7, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu a proeza de protagonizar uma série incrível de imbecilidades, desmandos e ofensas à Constituição, à Federação, a diversas personalidades respeitáveis, à liberdade de expressão, à verdade dos fatos e ao bom-senso. Continue lendo “Imbecilidades, desmandos, ofensas”

Não tem texto!

Essa semana não tem texto!

Resolvi tirar uma folga da cozinha, das coisas que me cansam e vim com as meninas pra praia. Pretendo passar o fim de semana comendo hambúrguer em vários lugares diferentes e assim, quem sabe, conhecer de perto todos os possíveis futuros embaixadores do Brasil. Continue lendo “Não tem texto!”