Más notícias do país de Dilma (57)

Voltamos àqueles tristes tempos – dos quais o País parecia ter se livrado definitivamente, após o Plano Real – em que a cada mês o governo anuncia um novo pacote econômico. Na quarta-feira, 27 de junho, foi anunciado mais um. Economistas e empresários ouvidos pelos jornais disseram que o impacto das medidas sobre a economia deverá ser mínimo. Continue lendo “Más notícias do país de Dilma (57)”

O satânico doutor Paulo

“A fotografia é subversiva não quando assusta, perturba ou até estigmatiza, mas quando é pensativa”. ( Roland Barthes)

É muito provável que Paulo Salim Maluf jamais tenha ouvido falar de Roland Barthes nem de semiótica. Nem ele, nem Luiza Erundina. Mas com certeza nenhum dos dois desconhece o ditado “uma foto vale mais do que mil palavras”. Continue lendo “O satânico doutor Paulo”

O Plano Brasil Menor

“Vai muito bem o Plano Brasil Menor, eixo principal da política de subdesenvolvimento executada pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Colocado em 53.º lugar na pesquisa de competitividade do Fórum Econômico Mundial, o País deve seguir o rumo ditado pelo governo da Argentina, ocupante do 85.º posto na classificação de 2011-2012. Continue lendo “O Plano Brasil Menor”

Más notícias do país de Dilma (56)

Nestes últimos dias, em que o país assistiu ao espetáculo escandaloso, obsceno, encenado nos jardins da mansão de Paulo Maluf, e muita atenção era dada à Rio+20 – que alguém chamou, com perfeição, de Rio Menos 20 -, passou praticamente despercebida uma outra má notícia: o governo Dilma Rousseff criou mais uma estatal. Continue lendo “Más notícias do país de Dilma (56)”

Vale tudo

Criado para democratizar o processo eleitoral, permitindo a todos os partidos e candidatos acesso à comunicação de massa, o horário eleitoral obrigatório de rádio e TV há muito conspira contra a sua inspiração original. Continue lendo “Vale tudo”

Crime barato

Em um país em que há iguais menos iguais, onde alguns não são pessoas comuns, como, didaticamente, explicou o ex-presidente Lula ao defender, em 2009, o senador José Sarney dos crimes de nepotismo e de edição de atos secretos, leis são utensílios descartáveis. Leis eleitorais, então, passam longe dos candidatos poderosos e dos coronéis da vez. Continue lendo “Crime barato”

Más notícias do país de Dilma (55)

Em nove anos e quase meio de governo, a única coisa positiva que o lulo-petismo fez para a economia do país foi abandonar tudo o que o partido dizia defender e, ao menos nos sete primeiros anos, não mexer nos rumos traçados no período anterior a janeiro de 2003. Continue lendo “Más notícias do país de Dilma (55)”