Tá ficando difícil

Tá ficando difícil. É muita besteira, muita idiotice caindo em cima das nossas cabeças todo santo dia.

Como se não bastasse a incompetência específica do Executivo, chegam a cada dias más notícias do Legislativo.

Senado torna obrigatórias as cotas para metade das vagas das universidades federais. Só falta a presidente sancionar, e é claro que ela vai sancionar, vai virar lei, obrigação.

Senado aprova em segundo turno emenda constitucional que torna obrigatório o diploma de jornalista para o exercício da profissão no país. Uma emenda à Constituição para tratar de um assunto micro destes! Uma decisão absurda, sem sentido!

O país já tem 30 partidos, dos quais pelos menos uns 20 são apenas legendas de aluguel, sem ideologia, sem idéias, sem programas. Não servem para nada, a não ser para proveito dos próprios donos desses partidos.

Vejo no jornal que Marina Silva vai fundar mais um. Ela não se encaixa em nenhum dos 30 já existentes. Meu Deus do céu e também da terra!

Outro dia fui ao supermercado onde vou sempre e a caixa me barrou porque uma lei estadual determina que só se pode vender bebida para maior de idade que exibir documento com foto! Mostrei meu CIC, documento federal, minha barba branca – não adianta, a lei pede documento com foto! Mesmo que o imbecil do sujeito tenha 62 anos!

Tá ficando difícil. É lei demais, é regulamento demais, é Estado demais pra cima da gente.

***

Tem Estado demais – e quer saber? Tem político demais. Tem deputado federal demais, tem deputado estadual demais, tem vereador demais. Aí, como tem demais, como sobra, eles criam leis imbecis, como a lei municipal de São Paulo que exige que toda porta de elevador tenha uma plaquinha dizendo para antes de entrar no elevador verificar se o mesmo se encontra parado no seu andar!

Não, Pedro Bó, não vou verificar se o elevador está ali antes de entrar nele. Vou dar uma porrada violenta na porta, quebrar a proteção e entrar no elevador que não está parado no meu andar.

É Estado demais. É lei demais – tem até lei dizendo que pai não pode dar palmada no filho!

Nestas eleições municipais de agora, haverá um aumento assustador no número de vereadores em um porrilhão de cidades. Haverá cerca de 7.700 vereadores a mais do que quatro anos atrás, um total de 60 mil vereadores no país. Pra que isso?

Pra que São Paulo precisa ter 55 vereadores? Por que a Assembléia Legislativa precisa ter 94 deputados? Por que raios a Câmara Federal tem que ter 513 deputados?

***

Sou uma pessoa política. Acredito em política. Acredito profundamente na importância do equilíbrio entre os três Poderes. Acredito profundamente na importância do Parlamento.

Mas tá ficando difícil.

Sou razoavelmente bem informado; pertenço a uma ínfima minoria. A imensa maior parte das pessoas não acredita em política, não vê importância alguma no Parlamento, na representação parlamentar, seja municipal, estadual, federal.

E o descrédito só aumenta, porque a imensa maioria dos parlamentares, em todos os níveis, está se esforçando ao máximo para demonstrar às pessoas que ter Parlamento não serve pra nada, a não ser gastar os tubos do dinheiro que pagamos com os impostos, roubar outro tanto, e piorar a vida da gente no dia a dia.

***

Falta um Príncipe de Salina neste país. Está faltando alguém que convença os políticos de todos os matizes que, deste jeito que as coisas andam, há um perigo enorme de eles perderem não os anéis, mas os todos, os cargos, tudo.

Está faltando eles compreenderem que é preciso mudar, se quiserem que as coisas continuem mais ou menos como estão.

Já tivemos, após a redemocratização, um presidente, Collor de Mello, que achou que poderia roubar todos os elefantes do circo sem que ninguém percebesse. Depois tivemos uma quadrilha, a do lulo-petismo, que achou que poderia roubar o circo inteiro sem que ninguém percebesse.

Tá ficando difícil para as pessoas.

Há hoje no país o que parece uma imensa apatia diante da política.

Alô, alô, senhores! É bom acordar.

A apatia de hoje, símbolo de desprezo por todos os políticos, pode virar revolta. E custar muito caro.

Agosto de 2012

2 Comentários para “Tá ficando difícil”

  1. É isso mesmo. Você tem toda razão. É político demais, são leis demais, cada uma mais idiota que a outra.E a vereança, nunca vi tanta idiotice.O trabalho deles são mudanças de nomes de ruas, título de cidadão hinorário pr’a qualquer pé rapado,etc.Quanto às cotas, não gosto nem de falar. Ninguém merece.Sofro, mas continuo política.Que será isso?

  2. É isto aí compilador, quanta lucidez! No Paraná o PSDB está, por decreto, criando mais um imposto, chamado de PCPV já instituío pelo Kassab em SP. Depois vem o PT e se apropria.Continuamos sendo políticos ams precisamos saber fazer política.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.