Reconheceram o roubo do meu texto

Tiraram do ar o meu texto que havia sido roubado e publicado sem qualquer crédito num fórum de leitores abrigado no UOL, o Fórum do UOL Jogos.

Como eu divulguei o roubo, esperneei com o roubo, divulgo agora que tiraram do ar o texto roubado. A César o que é de César.

Lembrando, bem rapidinho: fui alertado por uma amiga, Luciana Nepomuceno, autora do belo blog Borboleta nos Olhos, gente finíssima, de que meu “Glossário”, um longo texto que escrevi, em julho de 2008, ao lançar o site 50 Anos de Filmes, havia sido republicado sem qualquer menção a autoria. O alerta de Luciana me chegou no dia 1º de maio.

Fiz um e-mail educado e enviei para o “Fale Conosco” do UOL. A mensagem voltou. Tentei mais duas vezes, as mensagens voltaram. Como o UOL tem “Crimes virtuais: Denuncie”, na home page, à direita, relatei o caso.

Como não houve qualquer resposta, no dia 3 denunciei o roubo num post aqui, e também via Twitter. Diversas pessoas deram RT, expressaram indignação – e aproveito para agradecer mais uma vez a todas elas.

O texto roubado continuou lá, não sei se colosso, mas sem dúvida impávido.

Outro amigo prezadíssimo, Valdir Sanches, me sugeriu levar o caso a Suzana Singer, ombudsman da Folha de S. Paulo. Com presteza, o departamento de ombudsman da Folha me enviou resposta, explicando que, como suas atribuições “se restringem às questões editoriais do jornal”, minha mensagem havia sido encaminhada por eles “à redação do UOL, para conhecimento e providências com a expectativa de que o problema seja resolvido”.

Com extrema gentileza, Suzana me informou, em outra mensagem, que o responsável pelo conteúdo do UOL é Rodrigo Flores – e me passou o e-mail dele.

Encaminhei mensagem a Rodrigo Flores no dia 10 historiando o caso. E disse: “Gostaria de pedir que tal erro – em Fórum abrigado pelo UOL – seja corrigido. Ou o texto roubado deve ser retirado do Fórum do UOL Jogos, ou deve ser colocado o devido crédito. São as duas opções possíveis, não?”

Hoje, dia 12, fui dar uma olhadinha no endereço em que meu texto havia sido republicado – http://forum.jogos.uol.com.br/topico-especial-cinema–plano-sequencia-plongee-tomada-geral-travelling-saiba-mais-aqui_t_304286. O texto já não estava mais lá.

Sobrou o esqueleto da página. No alto, ainda há o título: “TÓPICO ESPECIAL CINEMA / Plano Sequência? Plongée? Tomada Geral? Travelling? Saiba mais aqui!!! .” Abaixo, há 19 vezes o aviso: “Mensagem apagada pelo moderador”.

Meu texto roubado e sem crédito recebeu, no Fórum do UOL Jogos, 19 mensagens, comentários. Espero que ele tenha sido útil a esses leitores.

***

Bem. Faço então aqui um agradecimento a Suzana Singer, a Rodrigo Flores. Agradeço ao UOL por ter reconhecido que algum leitor do fórum se apropriou indebitamente de um texto que não lhe pertencia.

Naturalmente, o UOL não tem qualquer responsabilidade pelo uso ilegal e imoral do meu texto por um usuário de um dos vários fóruns abrigados ali.

A partir do momento em que houve a denúncia de que o texto havia sido reproduzido sem autorização e sem crédito, aí, sim, o UOL se tornou responsável por abrigá-lo. E aí, responsavelmente, tirou-o do ar.

***

Claro, as coisas poderiam ter sido feitas de outra forma. Alguém, no UOL, poderia ter me enviado uma mensagem dizendo que o texto havia sido retirado do ar. Talvez até pudesse ter me enviado uma mensagem perguntando se eu concordaria em que o texto permanecesse lá, desde que com o devido crédito.

Mas compreendo perfeitamente que é muito difícil administrar algo tão gigantesco, e em tempo real. Não dá para atender a todos os leitores e reclamantes de forma polida, educada – não há tempo para isso. Sei bem disso: durante mais de três anos fui editor-chefe do estadão.com.br, o portal do Estadão. Sei perfeitamente que não dá para responder educadamente a todos os leitores.

Aliás, uma das brincadeiras que a gente sempre fez, nas redações, foi de que leitor é um bicho muito chato quando começa a escrever, telefonar. Leitor, a gente sempre brincou, deveria ler, só, e não encher o saco.

O leitor aqui do UOL então pede desculpas por ter enchido o saco, e reitera seu agradecimento pela gentileza de a pirataria ter sido retirada do ar.

12 de maio de 2011

2 Comentários para “Reconheceram o roubo do meu texto”

  1. Ola Sergio,

    Parabens pela perseveranca. Pena que suas acoes tambem mostraram que o “fale conosco” e “denuncias” do UOL nao funcionam.Poderia ser de grande utilidade para o Brasil.

    Ja tentei me comunicar com um site de curriculos bem famoso no Brasil a respeito de uma brecha de seguranca. Inclusive ateh liguei para a empresa e mesmo assim me ignoraram, dizendo que se eu quero fzer uma reclamacao, que eu use o sistema de emails do website. Maandei o email e nao responderam. Uma pena.

    Abraco,

    Tiago

  2. Parabéns, Sergio.
    Deu trabalho e canseira, mas o texto era seu, pô! Era, não. É.

    Beijo
    Vi

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.