Dudu X-Chapeiro versus a República Popular da China

No dia em que a Organização Mundial de Saúde anunciou que já eram mais de 8 mil os mortos pelo novo coronavírus, e apenas na Itália, a bela Itália, eram registrados 475 mortos (a quarta-feira, 18/3), travava-se, longe dos holofotes, uma batalha mortal na guerra do bolsonarismo contra o CriptoComunismo Mundial.

A batalha era entre um David e um Golias. O David, o contendor pequenininho, fracote, metido a besta, era a República Popular da China. O Golias, o gigante todo poderoso que defendia o Mundo Livre, era Eduardo Bolsonaro. Ele mesmo: Dudu, o X-Chapeiro.

Com aquela clareza de raciocínio de fazer inveja aos maiores intelectuais dos filmes de Hollywood, tais como o Pateta, os Três Patetas e os personagens interpretados por Jerry Lewis, Dudu X-Chapeiro botou no Twitter:

– “Quem assistiu Chernobyl (sic) vai entender o q ocorreu. Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa. +1 vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas q salvaria inúmeras vidas. A culpa é da China e liberdade seria a solução.”

Bingo! Dudu resolveu o problema que assola a mente de cientistas mundo afora! Ele definiu tudinho! Foram os chineses que criaram o novo  coronavírus!

Diacho! Por que será que ele não contou isso pro papai? O papai não teria precisado ficar fazendo pouco caso da pandemia. Poderia ter revelado para o mundo que o 03 havia descoberto tudo, que o novo coronavírus era invenção dos chineses!

***

Esperto, Dudu X-Chapeiro não revelou a real motivação dos criptocomunistas chineses em inventar o coronavírus. Ele ficou sabendo desse terrível segredo em sua mais recente viagem à Disneylândia (que ainda não havia fechado), onde manteve encontro com os mais radicais líderes da extrema direita americana.

Tcham-tcham-tcham-tcham!

Sabem o segredo que Dudu X-Chapeiro está para revelar?

O novo coronavírus foi inventado por cientistas comunistas chineses a soldo da Huawei, a companhia comandada por Spector, aquele ultracriminoso inimigo de James Bond e do Ocidente Livre, e que está ameaçando as empresas americanas da tecnologia 5G.

Os criptocomunistas chineses querem matar 80% da população mundial para depois poderem vender a tecnologia da Huawei para quem sobrar.

O que seria de nós, o que seria do Mundo Livre se não fosse o Dudu X-Chapeiro?

***

Pelo Twitter, a Embaixada da República Popular da China respondeu com umas mensagens confusas, enroladas, sem qualquer nexo, à sensacional descoberta de Dudu X-Chapeiro:

@BolsonaroSP Lamentavelmente, você é uma pessoa sem visão internacional nem senso comum, sem conhecer a China nem o mundo. Aconselhamos que não corra para ser o porta-voz dos EUA no Brasil, sob a pena de tropeçar feio. @ernestofaraujo @camaradeputados @RodrigoMaia. Perfil: @EmbaixadadaChina

E mais um:

@BolsonaroSP As suas palavras são extremamente irresponsáveis e nos soam familiares. Não deixam de ser uma imitação dos seus queridos amigos. Ao voltar de Miami, contraiu, infelizmente, vírus mental, que está infectando a amizades entre os nossos povos. @ernestofaraujo @camaradeputados @RodrigoMaia

***

Chineses criptocomunistas, cripto-idiotas. Ainda por cima fazem uso de uma tecnologia 100% ocidental e cristã, o Twitter, para vir com essa absoluta falta de argumentos contra esse gigante que é o Dudu X-Chapeiro, protetor do Mundo Livre!

18/3/2020

Agora falando sério: Não sei explicar direito o que me levou a fazer esse texto aí. Talvez eu tenha tentado usar a suave ironia do meu amigo Valdir Sanches – mas duvido que tenha conseguido. Talvez tenha sido o fato de que Mary leu a troca de mensagens no Twitter antes que os grandes jornais fizessem matéria sobre o caso.

Peço perdão, mas não consegui me impedir de cometer essa bobagem.

Eis matérias sérias sobre o assunto – que é sério demais:

Embaixada da China rebate declaração de Eduardo Bolsonaro. 

Declaração de Eduardo Bolsonaro sobre coronavírus provoca crise diplomática com a China. 

 

Um comentário para “Dudu X-Chapeiro versus a República Popular da China”

  1. Servaz, bobagem nada. Sua ironia tem o que o momento exige, uma leveza na verdade cáustica, incisiva, demolidora. Ainda assim, é menos do que esse sujeito merece.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.