De Inês, para a sobrinha

Lá de muito longe, Inês manda, em mensagens via Facebook, fechadas, só para mim e para a Fê, coisas lindas que não podem ficar só conosco.

Diz ela:

“Que Marina viva cercada de amor, sempre. Saudade e vontade de estar com vocês agora.”

Por uma dessas coincidências fantásticas, um dia antes de Marina nascer ela tinha mandado mensagem perguntando para quando era o parto. Avisava que está vindo ao Brasil ainda este mês, e dizia: “Será que vai dar pra conhecer minha sobrinha?”

2013-03 - Marina dia 16 MZ
E, depois, imitando o meu jeito de botar links de canções no Facebook:

“Essa vai pra Marina, que é música bem manjada mas maravilhosa, e além disso aprendi a conhecer esse poeta com o avô dela!”

E bota a letra inteira:

May God bless and keep you always,
May your wishes all come true,
May you always do for others
And let others do for you.
May you build a ladder to the stars
And climb on every rung,
May you stay forever young,
Forever young, forever young,
May you stay forever young.

May you grow up to be righteous,
May you grow up to be true,
May you always know the truth
And see the lights surrounding you.
May you always be courageous,
Stand upright and be strong,
May you stay forever young,
Forever young, forever young,
May you stay forever young.

May your hands always be busy,
May your feet always be swift,
May you have a strong foundation
When the winds of changes shift.
May your heart always be joyful,
May your song always be sung,
May you stay forever young,
Forever young, forever young,
May you stay forever young.

Pedi licença à Inês para botar isso aberto, e ela, claro, concordou.

***

Quando Fêzinha fez – ih? quantos? – acho que sete anos, traduzi a letra de “Forever Young”, mandei fazer um quadrinho e dei de presente.

Me lembro que, depois de algum tempo, o quadrinho acabou caindo da parede na João Moura e quebrando. Não faz mal algum.

De Munique, Inês manda para a sobrinha a mesma mensagem.

1981-07 - Na João Moura - 75520035a
Passei muitos anos chamando Inês de minha filha torta, assim como chamava Mary de mãe torta da Fê.

A expressão não é bonita.

Foi preciso nascer Marina para eu aprender que o termo certo é “de coração”. Filha de coração, mãe de coração. Agora, tia de coração, avó de coração.

É bem mais bonito.

Obrigado, Inês. Obrigado, Mary. Obrigado, Fê e Carlos. Obrigado, Marina.

17 de março de 2013 

A foto de Marina é da Vó Mary. A das meninas é minha.

Um comentário para “De Inês, para a sobrinha”

  1. Marina linda.

    Que Deus a abençoe e guarde sempre,
    Que seus desejos se tornem realidade,
    Que você sempre faça para os outros
    E deixar que outros façam por você.
    Que você construa uma escada para as estrelas
    E subir cada degrau,
    Que você fique jovem para sempre,
    Eternamente jovem, eternamente jovem,
    Que você fique jovem para sempre.

    Que você cresça para ser justo,
    Que você cresça para ser verdadeiro,
    Que você sempre saiba a verdade
    E veja as luzes ao seu redor.
    Que você seja sempre corajosa,
    Fique em pé e seja forte,
    Que você fique jovem para sempre,
    Eternamente jovem, eternamente jovem,
    Que você fique jovem para sempre.

    Que suas mãos estejam sempre ocupadas
    Que seus pés sejam sempre rápidos
    Que você tenha uma base forte
    Quando os ventos das mudanças.
    Que o seu coração seja sempre feliz,
    Que sua canção seja sempre cantada,
    Que você fique jovem para sempre,
    Eternamente jovem, eternamente jovem,
    Que você fique jovem para sempre.

    Parabéns ao avô babao.
    A mamae Fernanda.
    E a tia Inêz.
    Feliz de rever a tia, em foto.
    O tempo passou.
    Ela vem chegando ao Brasil.
    Junto copm a Marina.
    Marina neles.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.