A Espécie Humana. Capítulo 27

vovô!, quantas crianças?, onde?, com que bichos?, por quê?, e o que aconteceu com todas?

calma!

é noiteestamos deitados e os lampiões já foram apagadosdentro desse aconchegante silêncio, soa a voz de meu pai, pausada, suave, como se viesse de um mundo além do imaginado 

antes de falar de crianças que foram criadas por animais, preciso falar de crianças que são criadas sem a presença de adultosde vez em quando os jornais falam de crianças que são encontradas após um longo cativeiro num cômodo, isoladas, recebendo apenas uma parcela de alimentoo caso mais famoso é o do jovem Gaspard Hauser, Alemanhaeste livro que acabei de ler fala de coisas que nunca vi em outros livros sobre o mesmo assunto. mas… vamos lá.  Gaspard Hauser apareceu na cidade quando tinha uns quatorze anos.  mal sabia andar, repetia a mesma frase, sem muito sentido, dizia que queria ser cavaleiroestivera preso pelo menos mais de dez anos, vivia sentado no chão, comeu somente pão e água, que alguém lhe passava por um buracoo senhor que se propôs a reeducá-lo tinha, entre outros filhos, uma menina de seis anos e junto dela Gaspard Hauser aprendeu depressa uma porção de coisasInfelizmente poucos anos depois ele foi assassinado, quem sabe porque, suspeitou-se mais tarde, seria herdeiro de uma coroavamos ver algumas curiosidades sobre Gaspard Hauserele percebia a presença de metaisperdeu esta capacidade quando passou a comer carneuma noite, vendo o céu cheio de estrelas, começou a chorar de emoção, dizendo: são todas coloridas!  por que me impediram de ver isto?  quando participava de uma reunião social, à despedida ele se lembrava dos nomes de todos os visitantessobre o problema dos metais, cujo magnetismo ele percebia, e da cor das estrelas, convém falar de uma noção chamada consciência orgânicanosso corpo perceberia coisas como um animal, capacidade que diminui e quase sempre desaparece, com o uso da razão 

se a gente não pensar, a gente descobre ouro?, vovô 

o que se pode responder?  há pessoas que descobrem água e outras adivinham o futuroo único que sei é que geralmente são pessoas que não fazem muito uso do raciocínioposso estar enganado 

e os bichos?, vovô 

não está com sono?

claro que nãoagora é que vem o melhor 

pois bemquando a gente pensa em um ser humano criado por animais, sempre vem à mente o TarzanTarzan é um herói inventado de uma série de romances de um escritor americanoTarzan junta as habilidades do homem com as habilidades dos animaisforte, destemido, incansável como uma fera, além do quê, se comunica com elasinteligente e justiceiro como um ser humano muito especialo Tarzan do gibi até fala latimnum resumo, fantasia das mais extremadashá casos reais de crianças criadas por animais mas o desfecho é sempre trágico 

vovô, como podem ter certeza de que foram criadas mesmo pelos bichos?

vou contar duas histórias:

em 1920, um reverendo europeu estava na Índia e pelos habitantes da aldeia soube de duas criaturas esquisitas que viviam com os lobosfoi com eles até a gruta e viram três lobos e dois bichos estranhoso reverendo percebeu que eram criançasestavam de quatro, imundas e com os cabelos desgrenhados e durosos indianos quiseram matar a todos mas ele não deixouum tempo depois e ele voltou lá com outras pessoasao se aproximarem, dois lobos fugirammataram a loba a flechadas e entraram na grutaas duas crianças estavam no fundo mais escuroeram duas meninas, mais ou menos de dois e oito anosassustadas e agressivaseles as levaram à aldeiao reverendo precisou viajar e quando voltou, uma semana depois, encontrou as meninas abandonadas num cercado para bichos, quase mortas de fomeos aldeões tinham ficado com medo delas 

ele, então, começou a educá-lasno princípio só andavam de quatronunca conseguiram falara menor morreu um ano depoisa mais velha cresceu como uma pessoa retardadacarregar um balde e trazê-lo com água, por exemplo, era pra ela uma coisa difícil e isto foi o máximo que conseguiu aprenderessa menina se chamava Kamala 

como foi que a loba as levou?  por que as duas tinham idades tão diferentes?

ninguém sabeteriam sido abandonadas ou roubadas pelos animais?  primeiro uma e depois a outra?  ninguém sabe 

que animais criaram outras crianças?

entre crianças criadas isoladas, crianças que crescem sozinhas e que vivem com animais, há cinqüenta e poucos casosos animais são: lobos, ursos, uma gazela, um macaco, uma pantera, um porco, leopardos… 

uau!

mas nem todos os casos foram comprovadosalgumas vezes surgia um boato, alguém escrevia o relato, sem nunca ter visto nadahá no entanto um caso muito terrível, de tão assustador 

conta!, vô, conta!

de novo na Índiaos homens de uma aldeia em Silchar, ou Cachar, mataram os filhotes de uma leopardaa fera ficou rondando a aldeiaalguns dias depois estava uma mulher colhendo arroz e junto dela o seu bebê dormindodiante dos olhos da mãe, a leoparda roubou o bebê e desapareceua mulher com certeza pensou que a fera teria devorado a criançatrês anos mais tarde, foi encontrada uma criança selvagem, uma meninaestava quase cega, os joelhos e as mãos engrossados por caloscaçava as galinhas e comia a carne cruase alguém tentasse pegá-la, ela se debatia e mordia com violênciaa família da criança roubada pela leoparda reconheceu-a e a recolheuo relato dessa história diz apenas que esta conseguiu manter-se de pénão sabemos se chegou a falar 

mas como ela mamava na leoparda?

você não me contou que um dia a Luluva roubou o filhotinho da Babushka e o ficou lambendo e ele mamava no seu peito sem leite?  deve ter acontecido o mesmoa leoparda lambeu o bebê junto à sua barriga e o bebê começou a mamarlembra que te contei dos bebês soterrados no terremoto que sobrevivem porque bebem a água que está no chão onde eles ficaram presos?

vovô

e após um longo silêncio:

olha só o Tarzan e a Kamalana vida real tudo acontece diferente das histórias inventadas, não é?

quase sempre, mas não semprealgumas vezes o contador inventa uma história como se ela tivesse acontecido de verdade 

qual é a graça?

a vida está cheia de passagens bonitase a gente sempre aprende 

e dessas crianças, o quê que a gente aprende?  no começo pensei que seriam histórias divertidasagora, veja: elas não tomam banho quente, não comem doce, não têm cobertor, não aprendem a falarpai, você já dormiu?

claro que não!  estou ouvindo 

então diga: o que temos de aprender dessas histórias?

então digo: o homem, o ser humano, é apenas aquilo que aprende 

então, se a gente não aprende a gente fica, como você às vezes diz brincando, nel mezzo del cammin?

simveja, os jovens que roubam e matameles não aprenderam que a outra pessoa é tão importante quanto eles 

e isso é tudo que a gente tem que aprender?

vamos deixar isto pra outro dia?

está bemhoje não quero música pra dormir, pai 

está tudo bem?

mais ou menostémanhã, paitémanhã, vô 

témanhã, filhotémanhã, pai 

até amanhã, crianças 

A Espécie Humana, romance de Jorge Teles, está sendo publicado em capítulos.

Leia o capítulo anterior.

Leia a partir do capítulo O.

Continua na semana que vem.

2 Comentários para “A Espécie Humana. Capítulo 27”

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.