O enguiço

O Brasil está enguiçado. Sem instrução e sem educação. Não há possibilidade de um país crescer com tanta ignorância e tanta deseducação. E tanto desamor.

Do jeito que o PT fez a cabeça das pessoas, ao discordar desse governo você é mau, cruel, racista, homofóbico, nobre falido, fascista, comunista e outras delicadezas.

Gosto de amigos que têm mentes independentes, porque fazem você ver os problemas por todos os ângulos“, escreveu Mandela em seu diário, na prisão, em 1975.

Sou amiga do Brasil. Mais que amiga, amo o meu país. Por duas vezes tentei morar fora, não deu certo. Falo como amiga e espero que essas palavras calem fundo nos que me lêem porque vou discordar e muito:

Chega de universidades. Construam creches, hospitais e não deixem para amanhã o saneamento básico. Fechem a fábrica de universidades e abram uma de prisões.

Comecem por reformar as existentes, não só sua estrutura como seu espírito. De que serve prender e soltar uma mulher que roubou uma bolsa? Ou um homem que assaltou uma loja? Prender e soltar sem antes fazer com que percebam que há outros modos de viver e dar a eles a possibilidade de levar uma vida melhor?

Como? Com aulas, aulas e aulas. Alfabetização, cursos técnicos. Leitura, muita leitura, cinema, palestras, debates, higiene, exercícios, saúde. A prisão não pode ser um fim em si. A prisão deve ser o caminho para uma vida melhor.

Questão de organização. Na cidade X faltam costureiras? Ensinem costura. Na outra faltam cozinheiros? Ensinem a cozinhar. De que nos adianta ter um advogado preso, não era melhor ele trabalhar para o Estado dentro da cadeia? Ensinando, alfabetizando, ajudando quem necessita?

Ao ler a entrevista recente da filha do Genoino, na qual ela chora ao lembrar que seu pai na Papuda bebia água da torneira, li, aqui no Blog, reações espantosas. Todas furiosas com a moça por ela ter esse cuidado com o pai. O engraçado é que não vi ninguém chocado ao saber que uma instituição federal, dentro da capital da República, não tem água filtrada em suas torneiras!

Trago aqui três fotos de prisões:

zzzzlenita

Da esquerda para a direita: Brasil; EUA; Noruega.

A americana é federal e só recebe criminosos de colarinho branco; a norueguesa tem entre seus presos mais célebres o sujeito que matou 77 pessoas.

Estão relacionadas. Comparem com a brasileira.

Mandela, quase 20 anos numa cela úmida e tenebrosa, lia livros, escrevia cartas e até um diário que hoje é livro de sucesso. Ele era um preso político. Aqui não temos presos políticos. Nem um. Mais um motivo para deixá-los ler muitos livros, jornais, escreverem cartas e blogs. E trabalhar.

Pergunto até assustada: o que é que queremos ao enviar condenados para a cadeia? Vingança? É isso?

Será que devemos ser tão pérfidos, tão mesquinhos, tão baixos?

Vamos limpar essa nódoa que nos envergonha e degrada?

Este artigo foi originalmente publicado no Blog do Noblat, em 6/12/2013. 

Um comentário para “O enguiço”

  1. Não ouso discordar, nosso sistema prisional é desumano, demasiadamente desumano.
    A pergunta é respondida, sim vingança, enviar para a cadeia é vingança. Além de julgar, condenar nossa sociedade quer vingança. Desde 1789 não bastava a condenação, haveria de expor o condenado, salgar seus restos e beber a vingança.
    Mandela na prisão, leu, escreveu e produziu uma obra extraordinária. Na Papuda Genoino quando tem direito a beber água de torneira.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.