Hoje, Dia Internacional da Mulher…

Como já estão sabendo, temos uma Presidente mulher, que até gostaria de ser chamada Presidenta, mas eu estou lhe pedindo desculpas antecipadas por não estar obedecendo ao seu gosto, é questão geracional, aprendi Presidente e sabe como é, nasci e cresci num país que tinha escolas só para a elite. E como sou a Condessa de Tatuapé…

Dona Dilma neste ano de 2013 está sempre nos brindando com belos discursos pois ela vem trabalhando pelo crescimento do Brasil e pela erradicação da miséria, o que vem acontecendo rapidamente graças a seu incansável roteiro de palanques.

Os Com Votos sabem como é: bota uma torneira para pingar em cima da pedra mármore que ali vai aparecendo um furo. Pode ficar demorando um bocado, mas um dia o furo estará lá. Assim com as palavras na cabeça da gente.

No dia 4/2 em Arapongas (PR), num discurso de 43 parágrafos, quando ela ficou falando 30m24s (segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República), gentil, ela usou 19 parágrafos cumprimentando as pessoas presentes.

Os que estão sempre implicando, vão estar quebrando a cara ao ver quem ela cumprimentou nos parágrafos 18 e 19, às artes e à querida Imprensa:

“Queria agradecer ao Pereira da Viola, por aquela maravilha que ele tocou para todos nós,

Cumprimentar os senhores jornalistas, os senhores fotógrafos e os senhores cinegrafistas”.

Ainda em Arapongas, quando estava lançando o programa Terra Forte, dona Dilma ficou muito impressionada com a ordenha:

” Vi, depois, o resfriador, o resfriador de leite. Tudo levado de forma automática para o resfriador. A vaca é ordenhada, o leite sai e vai para o resfriador. Depois, vi toda a estrutura, toda a estrutura que permite a industrialização do leite, tanto através do queijo, como do iogurte, como dos produtos lácteos. Depois eu vi como é que o caminhão frigorífico encosta. Portanto, aqui tem uma linha de produção agro-pecuário-industrial de laticínios completa e com um padrão tecnológico de primeira linha”.

O discurso em Arapongas é todo muito emocionante. Estou linkando, como vocês viram e estou pedindo, não deixem de ler. Quero dizer para vocês, não deixem de ler. Tenho medo que vocês não leiam, por isso estou linkando de novo.

Eu quero dizer para vocês o quanto me aborrece ser chamada de Sem Voto. Eu não estou sabendo direito o que isso quer dizer, mas basta ser Sem, eu já não gosto.

Comecei dizendo que tenho dificuldade em dizer Presidenta, coisa diferente do que aprendi na escola, mas uma lição de dona Dilma ficou em minha alma. De agora em diante só estarei dizendo:

‘Obrigada para todos’.

É muito mais forte!

Da Gerundolândia, em 8 de março de 2013

 

Um comentário para “Hoje, Dia Internacional da Mulher…”

  1. Hoje, o dia internacional da mulher, homenagem deste “com voto” para as Marias da vida cantadas pelo Milton, a presente e combatente Mary Zaidan, a internacional Mirian Wiley, a a mestre Vivina e seu flamboyant, especial e respeitosa saudação a Condessa do Tatuapé Maria Helena Rubinato Rodrigues de Souza, as saudades das por aqui citadas Regina mãe da Inez, da Leila Diniz, da Elis Regina, da Zuzu Angel, da Zilda Arns, da digníssima Ruth Cardoso, não esquecendo de Lucia e Augusta pobres mineiras, mãe e avó anônimas e batalhadoras. Minhas homenagens as presentes e as ausentes.
    A presidenta. neste 8 de março, desejo sorte, muita sorte, ela vai precisar.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.