Alegria sem graça

Estava muito alegre ao abrir o jornal ontem e ver aquela série de fotos de todos os condenados pelo STF, com os crimes cometidos por eles bem explicados ao lado, quando então fui tomada por um sentimento de tristeza e desânimo acentuado.

Às vezes penso se o Brasil não terá que cumprir as quatorze estações de sua Via Crucis para se tornar aquilo que tem tudo para ser: um gigante bem desperto entre as nações. Clima, solo, água, espaço, vegetação, muita riqueza em seu subsolo, tanto na terra quanto no mar. Em se plantando e em se trabalhando, tudo dá…

Ia falar no povo temente a Deus, inteligente, criativo, musical, sensível, generoso… mas aí me vem à mente a lista com as tais fotinhos… Eles não são ETs, pois não? são gente como qualquer um de nós.

Só que desandaram. Ou foram desandados.

O mal que fizeram ao Brasil é muitas vezes mais danoso que o mal collorido ou os males de 64. Estilhaçaram com o cristal da esperança de muita gente que, apesar de sofrida com aqueles choques, acreditaram ser possível começar de novo e começar limpamente.

Usando em benefício próprio o nosso dinheiro, deixaram de cuidar da educação, da saúde, da segurança, dos camponeses, das estradas, dos transportes. Deram miçangas e espelhinhos a uma massa de eleitores que mantiveram numa confortável ignorância e que se satisfazem com qualquer dez reis de mel coado…

E ainda: despertaram fúrias antes inexistentes entre nós. Ódio entre irmãos. Raiva. Debates estéreis e prenhes de estupidez. Se você não aprova o PT e não gosta do Lula, é um fascista safado da elite cheirosa e estou sendo moderada com as palavras. Se você se confessa de esquerda e diz que deplora a direita, Santo Cristo da Abadia, o que vai ouvir!

Não tenho nenhuma simpatia por José Dirceu, nem acho sua trajetória de vida admirável. Simpatizo menos ainda com Delúbio Soares. Acredito na pureza de intenções de José Genoíno quando partiu para o Araguaia e lastimo que tenha se deixado seduzir – esse é o verbo correto – por Dirceu e por Lula.

Sim, porque não consigo acreditar, acho mesmo impossível crer que Luiz Inácio Lula da Silva tenha presenciado o inchaço da coalizão partidária que possibilitou o céu de brigadeiro de seu governo (logo ele, conhecedor dos meandros do nosso Congresso, o abrigo de 300 picaretas como ele mesmo revelou ao Brasil) e que tal qual um político virginal, desconhecesse o mensalão.

Em gestação há uma manobra singela e ao mesmo tempo muito sofisticada. Ninguém mais vai reclamar das condenações. “Vamos esperar 28 de outubro, vamos tomar São Paulo”.

Depois, é botar o bloco na rua e queimar a Imprensa e a Justiça. O resto, como dizem os franceses, será sobre rodinhas…

Este artigo foi originalmente publicado no Blog do Noblat, em 12/10/2012.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.