Tem que censurar essa p… de imprensa já

Do jeito como as coisas andam, olha, eu, se fosse o Lula, o Dirceu, a Dilma, o Ruy Falcão, se eu fosse um dos que mandam no lulo-petismo, eu deixava de lado os pruridos e partia pra cima do projeto de censura à imprensa.

Já.

Não pode demorar muito.

Se os jornais continuarem podendo noticiar tudo isso que estão noticiando, se, especial e principalmente, os jornais de televisão continuarem podendo noticiar tudo que estão noticiando, o projeto corre um sério risco.

Se esses filhos da puta da imprensa conservadora, burguesa, safada, vendida, comprada, continuarem podendo falar da Rose, do mensalão, das ameaças do Okamoto, se a cada dia continuar surgindo uma denúncia nova, aí fica difícil.

E ainda mais com esse merdas desses caras que nós indicamos pro Supremo nos traindo a cada momento.

Não vai dar. A gente vai ter que agir, e é já.

O quê? Esse negócio do João Santana de criar a imagem da Dilma como faxineira pra ganhar a classe média? Besteira. Tudo uns filhos da puta. Não tem que ficar tentando ganhar a classe média, não. Tem que botar pra foder. Tem que ter censura à imprensa, e é já.

A companheira Cristina já mostrou o caminho. O Chávez também. Tem que foder esses filhos da puta da Globo, do Globo, do Estadão, da Abril. Tem que fazer passar lei para destruir eles todos, acabar com eles. E pra já. Não dá pra esperar muito, senão estamos fodidos.

O quê? Tem também que fechar o Zero Hora? Que feche, porra! O Estado de Minas? Que feche, porra! O Liberal de Belém? Fecha! Fecha tudo!

 Dezembro de 2012

Um comentário para “Tem que censurar essa p… de imprensa já”

  1. Compreensível a irônica indignação. Que se feche também a Folha de SP,Carta Capital, Caros Amigos, Piaui, e outros.
    Considerando que, como o Direito deve buscar a Justiça e o jornalismo deve buscar a verdade, é na tensão entre a busca e sua improvável realização que se estabelecem as dúvidas sobre a efetividade da democracia.Um jornalismo feito de premissas que são sucessivamente desmentidas pela realidade atenta contra seu próprio interesse de permanência.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.