A Espécie Humana. Capítulo 32

há um apavorante silêncio em torno de mim. sei bem que há sons me envolvendo mas não sou capaz de decifrá-los. porque tenho a alma acorrentada a palavras que me queimam como ferro em brasa. ora elas acariciam com o ensinamento do sábio, ora elas entristecem com a tortura daquilo que significa apenas viver. ora elas outra coisa não fazem senão sacudir as minhas emoções, não sei quais… mas sempre guardam para o final de cada poema a chicotada de algum aprendizado.

por que eis que estou lendo Marjorie Boulton.

A Espécie Humana, romance de Jorge Teles, está sendo publicado em capítulos.

Leia o capítulo anterior.

Para ler a partir do capítulo O.

Continua na semana que vem.

Um comentário para “A Espécie Humana. Capítulo 32”

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.