Mafalda, como sempre, está certísima

Quando Mafalda sofre com o mundo doente, e dele cuida com afeto e dedicação, nós, os leitores fãs da grande criação do argentino Quino, ficamos encantados e rimos muito, pois as tirinhas são super inteligentes e com aquele humor tragicômico, que a todos encanta e a todos comove.

Já tivemos o mundo ferido, agredido, bombardeado, destruído por guerras imbecis detonadas por líderes que representavam uma parte do mundo. E que enfrentaram líderes de grandes nações que foram mais fortes, mais inteligentes, mais competentes e que souberam vencer e aniquilar os tais líderes que só queriam o poder para si e os seus.

Devíamos pois estar vacinados e com menos medo… Acontece que o mundo caiu, sem mais aquela, nas mãos de pessoas sem categoria, hostis, abrutalhadas, que não admiram ninguém e que a todos querem humilhar. São líderes espalhados pelo mundo quase todo. Que se baseiam em mentiras, em fake news, em fatos criados apenas para que os chefes se mantenham no poder.

Começo pelo Brasil. O presidente Jair Bolsonaro vai à ONU para cumprir uma tradição e abre a Assembléia Geral hostilizando brasileiros e estrangeiros, puxando briga com muita gente, inclusive com a própria ONU. Para um homem recém operado pela quarta vez, foi um espanto!

A impressão que dá é que o capitão ama sua família e olhe lá! Quer dizer, com uma grande e fantástica exceção: sua alma gêmea, o aborrescente Donald Trump. A esse americano, que promete Fazer a América Grande Outra Vez mas que, ao contrário, transforma aquele país num estado muito menor do que jamais foi, o capitão devota um amor fraterno, a ponto de ter sido surpreendido ao dizer ‘I Love You’ para Trump.

Na União Européia temos exemplos tristes de pessoas que se esqueceram de um passado não tão distante e que hoje parece quererem de volta os horrores pregados por chefes de Estado violentos, cruéis.

O mundo enfrenta essas figuras e sofre com mudanças climáticas que têm despertado doenças que acreditávamos derrotadas, mas que estavam só latentes. E que fazem os Trump e CIA? Nada. Desprezam os cientistas, ignoram os que lutam pelo bem de nosso planeta, o nosso lar, como disse o Papa Francisco.

Mas Deus existe e nos enviou uma menina de 16 anos que usa uma única arma para combater os inimigos da Terra: a Palavra. Greta Thunberg, a garota sueca que concorre ao Nobel da Paz deste ano e que tem um concorrente de peso, o nosso cacique Raoni. Torço pelos dois, qualquer um deles merece o prêmio e, sobretudo, calam os Bolsonaros.

O capitão teve a audácia de dizer, na ONU, que Raoni não é brasileiro. Seu filho, o inacreditável deputado Eduardo Bolsonaro, um homem de 35 anos, resolveu atacar a adolescente sueca, usando uma foto falsa: Greta aparece em um trem fazendo uma refeição, observada por crianças famintas do lado de fora. Na foto original, que foi usada para criar a falsa, do lado de fora da janela vê-se uma bela paisagem. Não sei qual o motivo do garoto Bolsonaro. Não quero acreditar que seja medo…

O mundo está mesmo doente, Mafalda. Mas eu tenho fé no seu tratamento e já vejo no horizonte alguns impeachments… Tenha fé, você vai vencer.

Este artigo foi originalmente publicado no Blog do Noblat, na Veja, em 27/8/2019. 


Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.