A Espécie Humana. Capítulo 7

o velho saiu e pode-se vê-lo da janela, cuidando de florescontinua com seu hábito antigojamais plantou ou plantaria uma flor; apenas cuida delas, tirando-lhes as pragas, podando-as, ajeitando-lhes as hastes de suporte e, vezes outras, tão só admirando-lhes o colorido.  disse um dia meu pai que a ele bastou que apenas uma semente sua tivesse germinado; mais de uma consciência a pesar-lhe nos ombros se tornaria um peso duas vezes além do suportável 

o menino brinca lá embaixo com os amiguinhos, e por seus gritos que cortam o espaço como estridentes cantos de gaviões, devem estar se divertindo na cachoeira 

então percebo que não há para mim outro caminho se não o dessa curta permanência solitáriaidéias desorganizadas tecem dentro do meu peito uma coreografia confusa que busca rigorsento-me com meus papéis e resolvo que vou escrever um livroum livro que fale dos vapores sufocantes que me rodeiam e das lavas incandescentes que ameaçam irromper de dentro de mime, sobretudo, da tênue, desesperada e fugidia relação que parece existir entre o que está ao meu redor e o que trama clandestino no meu miolo 

mas, se há intenção para um livro, não sinto em mim o falo que desvende minha vontade e venha depositar, no ventre do meu perturbado universo particular, o sêmen fecundadorprazos diferentes são os prazos da autofecundação 

sinto que há, nisto tudo que pretendo, um caco de destino e, sendo eu paciente, hei de cumpri-lomas nem é ainda meu ciohá perturbações apenas, umas envolvendo meu instinto, vivo desde antes da pré-história do homem, outras dando ferroadas na razão recém-nascida e tão ainda aprendiz 

devo esperaresperareiresolvo iniciar a rotina do almoçoe que cantam as canções sugestivas das panelas?  cantam que tenho já uma pergunta para tentar responder com meu livro:

como conciliar o que está dentro com o que está fora?

A Espécie Humana, romance de Jorge Teles, está sendo publicado em capítulos.

Leia o capítulo anterior.

Leia o capítulo O.

Continua na semana que vem.

Um comentário para “A Espécie Humana. Capítulo 7”

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.