“Bolsonaro não é um presidente, mas um estorvo”

Na hora, e naquele local, pareceu totalmente absurdo, inadequado, extemporâneo. No portão do Palácio da Alvorada, no meio da claque reunida para aplaudir e macaquear o presidente em sua chegada ao fim do expediente, no início da noite de segunda-feira, 16/3, o haitiano disse: – “Bolsonaro, acabou. Você não é presidente mais.” Continue lendo ““Bolsonaro não é um presidente, mas um estorvo””

Dudu X-Chapeiro versus a República Popular da China

No dia em que a Organização Mundial de Saúde anunciou que já eram mais de 8 mil os mortos pelo novo coronavírus, e apenas na Itália, a bela Itália, eram registrados 475 mortos (a quarta-feira, 18/3), travava-se, longe dos holofotes, uma batalha mortal na guerra do bolsonarismo contra o CriptoComunismo Mundial. Continue lendo “Dudu X-Chapeiro versus a República Popular da China”

Apóstolos da discórdia

Nas grandes crises cada governante mostra seu tamanho. Alguns se agigantam e outros se apequenam. Winston Churchill, um dos maiores estadistas do século passado, uniu os britânicos na Segunda Guerra Mundial ao não escamotear a gravidade da crise e oferecer apenas “sangue, suor e lágrimas”. Emmanuel Macron adotou postura semelhante com seu discurso “Estamos em Guerra”. O presidente francês está unindo seu povo em uma batalha que será dura e prolongada. Continue lendo “Apóstolos da discórdia”

Depois de todas as críticas, Bolsonaro radicaliza mais

Jair Bolsonaro não tem jeito. Não aprende. Depois de ter sido duramente criticado ao longo da tarde do próprio domingo, 15/3, durante toda a segunda-feira, e nos jornais da terça, pela irresponsabilidade criminosa demonstrada diante do Palácio do Planalto no domingo, não baixou o facho. Não deu uma sossegada, nem mesmo de leve. Ao contrário: na manhã desta terça, ao mesmo tempo em que se noticiava a primeira morte pela Covid-19 no Brasil, ele radicalizava ainda mais. Partia para o ataque aos governadores. Continue lendo “Depois de todas as críticas, Bolsonaro radicaliza mais”

Bolsonaro prova e comprova que é irresponsável

Jair Bolsonaro já havia provado e comprovado que é autoritário, admirador de ditaduras, ditadores e torturadores, misógino, homofóbico, sem educação, tosco, grosseiro, avesso à ciência e aos direitos humanos. Neste domingo, 15 de março, provou e comprovou que é irresponsável. Continue lendo “Bolsonaro prova e comprova que é irresponsável”

O vírus da mentira

Não é a primeira e não será a última vez que gente do Planalto, graúda, vaza informações para depois acusar a imprensa de espalhar mentiras. Fez isso ao plantar a demissão do ministro da Educação Abraham Weintraub, ao confirmar desavenças com o ministro da Justiça Sérgio Moro e com o presidente da Câmara Rodrigo Maia, e outras tantas. O episódio Fox News só escancarou a prática. Continue lendo “O vírus da mentira”

Os parceiros

O grande cartunista argentino Quino já nos contava da luta de sua heroína Mafalda para salvar o mundo. Ela bem que se esforçou mas, coitadinha de nossa amiguinha, o mundo estava pra lá de Marrakech quando ela iniciou sua batalha. Continue lendo “Os parceiros”

Pandemônio!

Contrariando os experts do mundo todo que defendem que o tal Corona é só mais um virusinho sem importância, causador de uma gripezinha comum, ou de uma tossezinha à toa, os números atuais de doentes e de mortos acometidos pelo bichinho já estão apavorando. Continue lendo “Pandemônio!”

Ou a democracia pára Bolsonaro, ou Bolsonaro pára a democracia (1)

É esquisito dizer que Jair Bolsonaro exagerou nas imbecilidades, nos absurdos, na falta de senso – porque isso é assim como um pleonasmo. Como um truísmo. É o mesmo que dizer que a água é molhada, o fogo é quente, o céu sem nuvens durante o dia é azul. Continue lendo “Ou a democracia pára Bolsonaro, ou Bolsonaro pára a democracia (1)”

Reformas já

O coronavírus e a nova crise do petróleo pegaram de surpresa o governo e sua equipe econômica. Diante do tsunami em armação, o ministro Paulo Guedes deu uma de Pollyanna: “o mundo está desacelerando e o Brasil reacelerando”. Continue lendo “Reformas já”

Bolsonaro depende da imprensa

Em mais um gesto dirigido a seus fiéis, o presidente Jair Bolsonaro soltou a máxima da semana – e olha que os dias já estavam recheados delas. “Enquanto não começar a divulgar a verdade, não vamos mais falar com a imprensa.” Associado às mentiras que desfiou durante a live da quinta-feira, dia 5, o plural majestático da “ameaça” pôs maior ênfase no já sabido: Bolsonaro escolheu não discernir entre obrigação e devoção, dever e prazer. Por conveniência, má-fé ou ambos. Continue lendo “Bolsonaro depende da imprensa”

No circo

No picadeiro armado no portão do Alvorada surge um palhaço animadíssimo, de terno escuro e faixa presidencial, que salta de um carro oficial carregando uma penca de bananas que aguarda o momento de serem atiradas nos apaixonados pelo mito e nos jornalistas que não tinham se dado conta, ainda, que aquele cercadinho era na verdade um picadeiro. Continue lendo “No circo”

Que Deus (ou Darwin) nos Acuda!

O que explica melhor a vida neste planeta? Criacionismo ou Darwinismo?
O Criacionismo defende que tudo que está aqui teve o dedo de uma força divina maior. De acordo com essa teoria a tartaruga, por exemplo, é só mais um ser criado por Deus, que também criou todos os outros seres que habitam a Terra, que aliás já era redonda e segue sendo redonda, certo olavos e olavetes? Continue lendo “Que Deus (ou Darwin) nos Acuda!”

O presidente da República é um palhaço

O presidente Jair Bolsonaro transformou o Palácio em circo. Armou um picadeiro em frente ao Alvorada. Constrói com eficiência a imagem de alguém que não está à altura do cargo. Mostra não entender a dimensão da agenda presidencial. Continue lendo “O presidente da República é um palhaço”