Segredos

Em pouco mais de 24 horas, me contaram dois segredos. Notícias boas, uma vinda do Rio e a outra contada por um grande amigo, na mesa de um bar, em frente a dois copos de cerveja. Continue lendo “Segredos”

Num dia de nuvens

Na segunda-feira, no meio de um feriadão, quando muita gente foi para o litoral ou para o interior, medito diante de um céu nublado que pode, ou não, trazer chuva. O que fazer nessa manhã, enquanto aguardo a hora de buscar a neta e passar um dia feliz com ela? Continue lendo “Num dia de nuvens”

A preta velha

A minha preta velha tem 80 anos, está inteiraça, mas andava um pouco enferrujada. Além disso, vivia suja. No fim de semana, resolvi cuidar dela. Pedi ao meu filho Paulo que a descesse do pequeno escritório que tenho, no mezzanino. Ela pesa bastante. Continue lendo “A preta velha”

Torcida

Não sei por que guardo badulaques, bugigangas, seja lá o que for, na parte alta dos armários. Aliás, sei. Só pra cair da escada. Continue lendo “Torcida”

Eu, pescador

No ancoradouro da Enseada dos Pescadores há uma criançada que, geralmente à tarde, atira as linhas para pegar seus peixes. Desde que retornei à Praia do Camaburu, faz alguns dias, tenho observado a turma. Continue lendo “Eu, pescador”