Uma no Cravo, outra na Ferradura!

Foi o que fez o nosso ilustre presidente nesta semana.

Depois de ter dado uma martelada errada na ferradura, interpretando maldosamente a declaração do Tedros Adhanom, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), apareceu pouco depois, em cadeia (não, não aquela) nacional com um pronunciamento que beirou o equilíbrio emocional e, quase, a lucidez. Continue lendo “Uma no Cravo, outra na Ferradura!”

Manicômio!

Procurando ainda as palavras para definir a situação em que se encontra o mundo e, especialmente, a situação em que o presidente Jair Bolsonaro colocou o Brasil depois do seu pronunciamento da última terça-feira, mas não encontro. Continue lendo “Manicômio!”

Virulência!

Eita semaninha infectada essa!

O Coronavírus, que não passava de uma fantasia até a terça-feira passada na cabeça do nosso presidente, está se transformando numa poderosa arma destruidora de vidas e, ao que tudo indica, de neurônios também, pelo tanto de besteira que se tem ouvido e visto por aí. Continue lendo “Virulência!”

Pandemônio!

Contrariando os experts do mundo todo que defendem que o tal Corona é só mais um virusinho sem importância, causador de uma gripezinha comum, ou de uma tossezinha à toa, os números atuais de doentes e de mortos acometidos pelo bichinho já estão apavorando. Continue lendo “Pandemônio!”

Que Deus (ou Darwin) nos Acuda!

O que explica melhor a vida neste planeta? Criacionismo ou Darwinismo?
O Criacionismo defende que tudo que está aqui teve o dedo de uma força divina maior. De acordo com essa teoria a tartaruga, por exemplo, é só mais um ser criado por Deus, que também criou todos os outros seres que habitam a Terra, que aliás já era redonda e segue sendo redonda, certo olavos e olavetes? Continue lendo “Que Deus (ou Darwin) nos Acuda!”

Pra Tudo se Acabar na Quarta-feira!

E quem disse que acabou?

Os foliões deixaram os salões e avenidas, mas o nosso Rei Momo — magro de físico e de ideias — resolveu botar seu bloco pra sambar nessa terça-feira gorda, com um vídeo convocando os foliões remanescentes para ir às ruas, numa espécie de micareta ou algo parecido. Continue lendo “Pra Tudo se Acabar na Quarta-feira!”

Saúde é o que interessa!

Nunca fui muito chegada em exercícios físicos, embora saiba dos benefícios à saúde que eles nos oferecem. Pelo menos é o que dizem. É só ir ao médico que ele te manda caminhar (verdade que também te manda parar de fumar, mesmo que você não fume). Continue lendo “Saúde é o que interessa!”

Curtas e Grossas!

Como costumo usar esse espaço para comentar os assuntos que deram mais tititi nas redes sociais, pensei até em deixar de escrever essa semana pra não passar mal diante dos temas nojentos que circularam pela telinha. Continue lendo “Curtas e Grossas!”

Vaginação

No dicionário, a palavra vaginação é sinônimo de imaginação.
Não tem nada a ver com a vagina mencionada pelo canalha José de Abreu, quando abriu a tampa do seu esgoto para atacar Regina Duarte.
Mas tem a ver com sua vaginação sórdida. Continue lendo “Vaginação”

Catástrofes!

Corona vírus se espalhando pelo mundo, países inteiros pegando fogo, enchentes destruindo tudo o que tem pela frente, Abraham Weintraub no Ministério da Educação…! É muita desgraça acontecendo ao mesmo tempo. Continue lendo “Catástrofes!”

O Papa é Pop?

Entra ano, sai ano e a tacanhez de certas mentes humanas continua a mesma.

Isso ficou bem evidente nesse primeiro dia de 2020, que foi marcado por um cacete quase que generalizado no Papa Francisco nas redes sociais. Continue lendo “O Papa é Pop?”

Apesar de você amanhã há de ser outro dia

Em 1970, o compositor Chico Buarque, revoltado com a falta de liberdade imposta pela ditadura militar, gravou essa música endereçada ao general Garrastazu Médici. E quando a ficha dele caiu, proibiu a execução da canção em todas as rádios do país. Ela só voltou a ser tocada em 1978, quando o general Ernesto Geisel, um pouco mais liberal que os colegas ditadores que o antecederam, assumiu a Presidência da República. Continue lendo “Apesar de você amanhã há de ser outro dia”