Afinal

Valdir Sanches estava mexendo em fotos feitas por colegas profissionais das lentes – daquelas antigas ampliações em papel fotográfico –, e deparou com esta aí. Não se lembrava dela.

Eu me lembrava. Mais que velha, é uma foto histórica. Continue lendo “Afinal”

O presidente da República é um palhaço

O presidente Jair Bolsonaro transformou o Palácio em circo. Armou um picadeiro em frente ao Alvorada. Constrói com eficiência a imagem de alguém que não está à altura do cargo. Mostra não entender a dimensão da agenda presidencial. Continue lendo “O presidente da República é um palhaço”

Calma e reflexão

Certamente haverá gente boa, inteligente, lúcida, reclamando do artigo de primeiro domingo do mês de Fernando Henrique Cardoso. Em seu artigo deste início de março, o ex-presidente, com a lucidez de sempre, sugere calma e reflexão. Continue lendo “Calma e reflexão”

Para frear o golpismo (2)

Por volta da 13h30 da quarta-feira de cinzas, o portal da Folha de S. Paulo publicou matéria do repórter Gustavo Uribe informando que, diante da repercussão negativa de sua postagem no WhatsApp, Jair Bolsonaro orientava a equipe ministerial a evitar endosso ao protesto contra o Congresso e o STF marcado para o dia 15. Continue lendo “Para frear o golpismo (2)”

Canções made in Brazil para o mundo

Duas listas de 10 Mais da MPB divulgadas recentemente demonstram, de forma clara e impressionante, verdades incontestáveis. Uma: a música popular é mesmo, como digo há muitos anos, nosso melhor produto. A outra: toda lista de 10 melhores é, para dizer o mínimo, complicada, polêmica. Ou simplesmente uma grande bogagem – embora exerça um imenso fascínio sobre todos nós. Continue lendo “Canções made in Brazil para o mundo”

Sue Lyon

A morte de Sue Lyon me deixa absolutamente chocado por um fato que, afinal, eu deveria conhecer bem demais: estou muito velho. Continue lendo “Sue Lyon”

A década perdida é obra do PT

Vivemos num país de memória curta, e então é preciso repetir sempre algumas verdades básicas. O jornalista Fábio Alves conseguiu sintetizar com perfeição e clareza, em artigo publicado no Estadão no dia de Natal, exatamente como o governo lulo-petista provocou a maior crise econômica da História do Brasil, da qual não conseguimos sair inteiramente até hoje. Continue lendo “A década perdida é obra do PT”

Sons do Natal

E então é Natal, como nos lembra Simone, essa mulher que chega aos 70 anos belíssima como o pôr-do-sol visto do Porto da Barra da cidade em que nasceu. Quando John Lennon canta exatamente a mesma frase, and so this is Christmas, ninguém enche o saco – ela reclamou, com carradas de razão. Já se é ela, todo mundo chia. Continue lendo “Sons do Natal”

Anna Karina

“Olhos como um lago claro, uma boca de morango selvagem, um nariz rebelde, uma pronúncia singular da língua francesa, uma maneira muito picante de se mover, brumas de melancolia ocultando seu olhar, ares – às vezes – de diva muda, uma aura escandinava que lembrava Carl Theodore Dreyer: tantas características pelas quais os espectadores de todo o mundo terão identificado e adorado Anna Karina como a heroína por excelência da Nouvelle Vague, naturalmente poética, fresca como a rosa, espontaneamente verdadeira, tal como foi mostrada por seu companheiro e marido Jean-Luc Godard.” Continue lendo “Anna Karina”