Balas a esmo

Inventamos uma tremenda de uma mentira, a ‘bala perdida’. Quase todas as mortes no Rio são atribuídas a balas perdidas, o que é uma falácia. Não existem balas perdidas. Temos, sim, balas a esmo nesta cidade que já foi o orgulho do Brasil mas hoje é nossa maior vergonha. Continue lendo “Balas a esmo”

Que dia!

Nos céus de Brasília, o susto: no momento em que Bolsonaro, todo pimpão, elogiava as medidas econômicas de seu governo, São Pedro comentou as palavras do capitão com um baita raio! Não foi um barulhinho, não. Foi um raio daqueles, assustador e eloquente! Continue lendo “Que dia!”

Notícias do Sanatório

A desordem e o retrocesso tomam conta do Sanatório. Como disse Chesterton, há quase sempre método na loucura. Ou deveria haver. Mas em nosso Sanatório, a loucura tomou conta e jogou pelas janelas o método e a ordem e adotou como parâmetro o retrocesso. Continue lendo “Notícias do Sanatório”

O triunfo das nulidades

Ontem, 17 de outubro, o STF iniciou o julgamento sobre a legalidade da prisão em segunda instância. Não sei qual foi a intenção do presidente Jair Bolsonaro ao ir visitar, logo na véspera, o general Villas Boas, assessor especial do GSI – Gabinete de Segurança Institucional, internado no hospital do Exército. Se com certeza o capitão, ele mesmo, não saberia explicar o real motivo, como poderia eu afirmar alguma coisa? Continue lendo “O triunfo das nulidades”

Mafalda, como sempre, está certísima

Quando Mafalda sofre com o mundo doente, e dele cuida com afeto e dedicação, nós, os leitores fãs da grande criação do argentino Quino, ficamos encantados e rimos muito, pois as tirinhas são super inteligentes e com aquele humor tragicômico, que a todos encanta e a todos comove. Continue lendo “Mafalda, como sempre, está certísima”

Batendo um papinho

Diz o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, mais conhecido como Beato Salu, que a Europa está decadente, culturalmente vazia, dominada pelo marxismo cultural. Infelizmente, há anos que não viajo para aqueles lados, o espaço mais bonito, mais inteligente e mais culto do mundo. Continue lendo “Batendo um papinho”

Alguns pensadores de nossos dias

Donald Trump: A figura que convenceu os eleitores a votar nele para juntos “Make America Great Again”. Conheci os EUA em 1954 e lá passei um bom tempo. Ao comparar aquele país com este de Trump sinto que ele conseguiu exatamente o contrário. Continue lendo “Alguns pensadores de nossos dias”

Um primitivo

Um dos filmes mais estranhos que já vi é O Curioso Caso de Benjamin Button. Conta a história de um homem que nasce velho, um bebê todo enrugado, um mini velhinho, feio, assustador e que inspira repulsa até no pai que o abandona na entrada de um asilo. E nesse asilo ele cresce e vai vivendo ao contrário de todos nós; em vez de envelhecer, remoça, até que numa idade provecta ele está um jovem rapaz. Continue lendo “Um primitivo”