Arquivos da Categoria: Maria Helena RR de Sousa

Mudanças assustadoras

It is more from carelessness about truth than from intentionally lying that there is so much falsehood in the world.
                                                                                 Samuel Johnson

Ler Mais »

Rodrigo Janot

“Há uma maré nos assuntos humanos
Que tomada na cheia, traz fortuna;
Se perdida, a viagem dessa vida
Será só de baixios e misérias.

(William Shakespeare,  in Júlio César, Ato 4 cena 3, tradução de Barbara Heliodora).

Ler Mais »

No 195º aniversário do Brasil independente

Escrevo hoje, aniversário do Brasil, um texto que será publicado amanhã, dia 8. Não é com o coração à larga, feliz, alegre, que penso no aniversariante. Pena. Ler Mais »

Se for melhor para o Brasil, que venha a jabuticaba!

Em um comentário em seu Twitter, o ministro Gilmar Mendes criticou a proposta de fixar o mandato de integrantes de tribunais superiores em dez anos dizendo que isso seria “mais uma das nossas jabuticabas”. Ler Mais »

E Temer ficou

Como Temer trabalhou, hein? Vamos ser justos, o homem deu um duro danado, não parou, levou os últimos dias tal qual uma máquina de 220w ligada na tomada. Para um idoso, foi um verdadeiro tour de force. Ler Mais »

“Acorda, este é o Brasil que você ajudou a construir”

Quem forjou a frase do título não fui eu, mas dona Biloca, a sábia amiga e conselheira do colunista Roberto Pompeu de Toledo, segundo artigo publicado por ele na Veja da semana passada, edição 2540. Ler Mais »

O Rio de Janeiro solou

Sabem quando fazemos, com todo carinho, um bolo para as crianças comerem na hora que chegam da escola com muita fome? E, na hora H, ao cortar o bolo, vemos que solou? Ler Mais »

Comemorar o quê?

Lula, há uma enorme diferença entre concordar com a sentença do juiz Sergio Moro e sair por aí cantando, dançando e brindando com champanhe. Não comemoro. Ler Mais »

Antes as balas se perdessem…

Não sei quem criou a expressão bala perdida, nem quero saber. Perdida por quê? Porque não atingiu o alvo desejado e foi pegar quem não devia? Queria eu que as balas atiradas durante as batalhas entre polícia e bandidos se perdessem, sim. Que fossem parar na p.q.p. Ler Mais »

Palavra fácil

Nós somos um povo de palavra fácil. Os estrangeiros que aqui vêm ficam satisfeitos com nossa acolhida, damos atenção, somos camaradas e gentis com nossos visitantes. Já morei fora e creio poder afirmar que isso é raro acontecer em outros países. Ler Mais »

Você tem um estadista no bolso do colete?

O que um bando de malfeitores petistas fez com a jornalista Miriam Leitão a bordo de um avião da Avianca no dia 3 de junho, num vôo Brasília/Rio, pode vir a ser um favor ao Brasil. Ler Mais »

Vaidade é a areia movediça da razão (George Sand)

Numa entrevista para a BBC Brasil, o cientista político francês Olivier Dabène, diretor do Observatório Político da América Latina e Caribe (Opalc), da Universidade Sciences Po de Paris, que já lecionou na Universidade de Brasília, declarou que, comparado ao Brasil, o mundo é amador em corrupção. Ler Mais »

De espanto em espanto, aos solavancos, lá vai o Brasil…

O novo Ministro da Justiça, Torquato Jardim, o terceiro em 12 meses, afirma que o Brasil é institucional, não é caudilhesco, nem personalista e que, portanto, não depende de pessoas. Que bom seria se Jardim tivesse razão… Mas o simples fato de ele ser o terceiro nome a comandar a pasta da Justiça em tão pouco tempo já o desmente. Se não dependesse da pessoa que ocupa a pasta, por que trocá-la em tão pouco tempo? Ler Mais »

Tempos esquisitos

Anteontem, manifestantes em grande número, convocados e bancados pelas centrais sindicais, se reuniram em Brasília para pedir o afastamento do presidente da República. Têm lá os seus motivos. Não são os mesmos que os meus, por exemplo, cada cabeça uma sentença. Mas em vez de expor o que sentem e pensam com a cabeça, preferem usar a força bruta, se comportar como irracionais.  Depredar prédios que pertencem a todos os brasileiros, deixar a nossa capital em estado lastimável, amedrontar quem lá trabalha, fazer da nossa bandeira uma piada de mau gosto. Ler Mais »

A encruzilhada

Estamos numa situação difícil. Que devemos ao presidente Michel Temer. Como pode um presidente da República, um jurista conhecido como grande constitucionalista, receber em sua casa, à noite, um empresário cuja conversa ele deveria ter, de imediato, mandado calar e mais, avisado ao Ministério Público? Ler Mais »