A gripezinha do capitão

Depois de anunciar a um grupelho (convidado) de jornalistas que seu teste para a Covid-19 dera positivo, o capitão, sorridente, tirou a máscara para que os profissionais da Imprensa pudessem ver como ele estava bem. Verdade, estava com ótimo aspecto, a gripezinha não estava minando suas forças. Continue lendo “A gripezinha do capitão”

A História em perigo

George Floyd, o negro americano assassinado por um policial branco, despertou manifestações em todo seu país contra o racismo brutal que assola aquela nação desde sempre. Já foi muito pior, já foi mais tenebroso do que é hoje em dia, mas permanece vivo e faz sofrer milhares de pessoas. Continue lendo “A História em perigo”

Um segredo de Polichinelo

Desde 20 de maio de 2020, o paradeiro de Fabrício Queiroz era conhecido. O “Cadê o Queiroz?” tantas vezes repetido pelos brasileiros, já poderia ter sido respondido, principalmente pelo dono da casa onde ele se abrigava, Frederick Wassef. Mas não, ao contrário, sempre que alguém fazia essa pergunta a Wassef, a resposta era “não sei”. Continue lendo “Um segredo de Polichinelo”

Erros se corrigem

As manifestações que tomaram de assalto o território americano foram emocionantes. Nelas podíamos ver negros, brancos, latinos, judeus, orientais, todas as etnias e representantes de todas as religiões, irmanados na dor e na revolta com a morte brutal de George Floyd. Seu martírio, longo o suficiente para que ouvíssemos, nitidamente, onze vezes seu lamento ‘I can’t breathe’ e o apelo, ‘Mommy! Mommy!, que faz por socorro, até agora ecoam pelo mundo. Continue lendo “Erros se corrigem”

Diga-me com quem andas…

… que eu te direi quem és. Bolsonaro desperta a curiosidade de muita gente. É natural. Um tenente expulso do Exército (foi a capitão por ser norma da época). Em seguida é eleito deputado e no Congresso passa 28 anos nas sombras, sem deixar uma marca positiva, apenas um ou outro relato de alguma ação negativa, resolve, junto com seus filhos, que vai ser presidente da República e consegue esse objetivo, tem mesmo que despertar curiosidade. É natural. Mais curiosidade ainda desperta a qualidade dos amigos que cultiva.

Continue lendo “Diga-me com quem andas…”

22 de abril de 2020 – Dia Nacional do Horror

Nesse dia nós, brasileiros atentos que acompanhamos as notícias diárias, tivemos certeza de quem são os componentes do ministério Bolsonaro & Filhos. Sabíamos que a maioria não era flor que se cheire, mas não sabíamos até que ponto eram insalubres. Depois de ver o vídeo da reunião ministerial desse dia 22, tivemos a certeza de quem são. Continue lendo “22 de abril de 2020 – Dia Nacional do Horror”

Difícil compreender

Confesso não conseguir compreender o motivo, ou os motivos, que levaram os militares a jogar fora o respeito que conquistaram do país ao longo dos anos que se sucederam à ditadura de 64. Trabalharam muito por isso e foram vitoriosos. Da triste imagem que deixaram dos vinte anos que dominaram o Brasil, os fardados passaram a ter o respeito e a admiração da sociedade, pelo modo como se portaram até 2018. Continue lendo “Difícil compreender”

O que estamos esperando?

Leio tudo que posso sobre política, sigo todo o noticiário, acompanho as entrevistas, não perco os artigos de nossos ótimos jornalistas, mas não encontro nem um fio de explicação sobre os motivos que levam Rodrigo Maia a ignorar os pedidos de impeachment que dormem em sua gaveta. Continue lendo “O que estamos esperando?”

A chuva e o trovão

Se Jair Bolsonaro, algum dia, leu um livro de poemas, certamente não há de ter sido algum dos mais belos livros de poesia do poeta persa Maulana Jalaladim Maomé, também conhecido como Rumi. Poeta, jurista e teólogo sufi persa do século XIII, Rumi nos deixou palavras que nos fazem pensar e crescer interiormente. Exemplo: “Eleve suas palavras, não a sua voz. É a chuva que faz brotar as flores, não o trovão”. Continue lendo “A chuva e o trovão”

Vamos lá, Leitor, aperte o cinto e abrace a bóia

Desculpe, Leitor, a nota é curta como curtíssima é minha paciência com esse governo sem eira nem beira: despreparado, desestruturado, sem cultura, sem educação. Um governo que vive exigindo que o levem a sério, que pede por respeito, que se diz ignorado. Continue lendo “Vamos lá, Leitor, aperte o cinto e abrace a bóia”

Água, sabão, álcool em gel e muita fé em Deus

O que será que leva Jair Messias Bolsonaro a se comportar como um moleque ignorante e rebelde? Quem será que o convenceu a agir desse modo e quais as razões apresentadas que fizeram com que ele seguisse essas pífias orientações? Continue lendo “Água, sabão, álcool em gel e muita fé em Deus”

Os parceiros

O grande cartunista argentino Quino já nos contava da luta de sua heroína Mafalda para salvar o mundo. Ela bem que se esforçou mas, coitadinha de nossa amiguinha, o mundo estava pra lá de Marrakech quando ela iniciou sua batalha. Continue lendo “Os parceiros”

No circo

No picadeiro armado no portão do Alvorada surge um palhaço animadíssimo, de terno escuro e faixa presidencial, que salta de um carro oficial carregando uma penca de bananas que aguarda o momento de serem atiradas nos apaixonados pelo mito e nos jornalistas que não tinham se dado conta, ainda, que aquele cercadinho era na verdade um picadeiro. Continue lendo “No circo”