Carta aberta a quem vai votar em Bolsonaro

Se você vai votar em Jair Bolsonaro porque está absolutamente convencido de que ele é o melhor candidato, é a pessoa mais bem preparada para enfrentar todos os problemas do país, que apenas dois anos atrás estava enfiado na maior crise econômica de sua história, e ainda nem conseguiu sair dela direito, então este texto não é para você.

Gostaria de falar com as pessoas que vão votar em Bolsonaro porque acham que ele é o menos ruim. Ou o melhor para derrotar o PT. Ou o melhor para dar um jeito no nosso país, que anda bagunçado demais por causa dos políticos corruptos.

Os que vão votar em Bolsonaro mas não são assim propriamente, assumidamente bolsonaristas.

É para essas pessoas que eu gostaria de fazer umas considerações.

* Você não precisa votar nele no primeiro turno. Ele já tem votos mais do que suficientes para garantir seu lugar no segundo turno. Não há a menor chance de ele ficar fora.

* Você pode perfeitamente escolher, agora, no primeiro turno, alguém que pareça a você melhor que Bolsonaro, mais preparado, mais experiente, mais vivido. Que conheça melhor administração pública – é bom lembrar que Bolsonaro jamais foi sequer subprefeito, jamais teve a experiência de administrar um orçamento. Que conheça alguma coisa de economia. Bolsonaro já repetiu mil vezes que não entende nada de economia, mas tem um Posto Ipiranga, o economista Paulo Guedes, para resolver as coisas para ele.

* Ora, há de ter alguém melhorzinho do que um candidato que admite que não entende lhufas de economia para você votar no primeiro turno, não é? Bolsonaro está garantido no segundo turno. No segundo turno é que a gente faz a escolha definitiva. No primeiro a gente deve votar no melhor, no que a gente considera mais preparado.

* Você sabe quais são os planos de Bolsonaro para a saúde, para a educação? Aposto que não – porque nem ele mesmo sabe quais são os planos dele. Nunca tratou claramente desses temas tão fundamentais – porque não tem plano, programa, projeto.

* Se você está preocupado com a economia, o índice de desemprego, se você quer que o Brasil entre nos eixos, há vários bons candidatos aí que entendem de economia, que têm boas propostas O João Amoedo, o Henrique Meirelles, o Álvaro Dias, o Geraldo Alckmin.

* Se você é uma pessoa conservadora, nas questões de costumes, hábitos, há o Geraldo Alckmin, por exemplo, religioso, rígido com essas coisas.

* Se você está preocupado com a violência, a criminalidade, taí: o Geraldo Alckmin governou São Paulo – que equivale a uma Argentina, em termos de população e de economia – durante 14 anos, e reduziu bastante os números da violência. Em termos proporcionais à população, São Paulo é um dos Estados mais seguros do Brasil.

* Se você acha que o mais importante é um presidente que dê atenção para os mais pobres, tem o Ciro Gomes, a Marina Silva. Não que os outros não estejam preocupados com os pobres; estão, sim. Mas estes dois, em especial, Ciro e Marina, falam dos pobres quase o tempo todo.

* Ah, sim, importantíssimo: se você está votando em Bolsonaro porque não quer, de jeito nenhum, mas de jeito nenhum, a volta do PT, não precisa votar nele no primeiro turno. Pode fazer isso no segundo. Para que o PT não volte, você pode votar no Ciro Gomes, ou também no Geraldo Alckmin, ou na Marina. As pesquisas mostram que qualquer um deles ganha do PT no segundo turno.

***

Não queria tomar muito o seu tempo.

Resumindo bem, é assim: se você não está absolutamente convencido de que Bolsonaro é o melhor, não vote nele agora. Porque não precisa – está garantido que ele vai para o segundo turno.

Assim, você dá mais tempo para você, e para todos os que estão mais ou menos como você, pensarem melhor.

No segundo turno você certamente vai votar com mais certeza, com menos dúvida.

Boa sorte para você. Para todos nós. Que Deus nos ajude.

4/10/2018

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*