Arquivos Mensais: julho 2018

Cadernos de receitas

Velhos cadernos de receitas fazem bem ao paladar, ao afeto e à memória de uma família. Em nossa casa temos dois; um para salgados, outro para doces. Estão bem velhos, um deles sem a capa. As receitas, lançadas à mão, mostram caligrafias diferentes. Ler Mais »

O novo será cumprir a lei

Ao contrário do dito popular do futebol, política não é uma caixinha de surpresas. Quanto mais por aqui, onde as regras são definidas pelos próprios jogadores que querem continuar em campo. Perdeu quem apostava em alguma novidade nas alianças agora anunciadas, que, após ameaças de vindas e idas, recolocam os competidores nas suas raias habituais. Ler Mais »

Celaconto provoca maremoto

Quem já sabia ler no início de 1980 com certeza vai se lembrar dessa frase que tomou conta dos muros do Rio de Janeiro e logo se espalhou pelo Brasil. Não queria dizer nada, era altissonante, era gostosa de dizer e provocava uma baita curiosidade. Ler Mais »

De Somoza a Ortega

A esquerda latino-americana voltou a se reunir em Cuba, no Foro de São Paulo, do qual participou a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann. Dela não se espere uma palavra de solidariedade aos nicaraguenses, vítimas da ditadura sanguinária de Daniel Ortega, um ícone dos bolivarianos e terceiro-mundistas. Ler Mais »

Coroa prafrentex

Coroa prafrentex. Chamar alguém de coroa ainda pode acontecer nos dias de hoje. Um sujeito… idoso. Agora, prafrentex está sepultado desde que a televisão passou a ser transmitida em cores, calculo. Um cara determinado, avançado. Ler Mais »

Minhas chuteirinhas

Ganhei um par de chuteiras quando tinha uns 5 ou 6 anos de idade. Lindas chuteirinhas nos mesmos moldes das profissionais, de adultos, com os cadarços grandes, as traves muito fortes. Ler Mais »

Hienas, Hollywood e livros

Lá vou chatear as hienas que em pleonástico bando sempre uivam a Hollywood. Tenho de dizer a verdade: é de véu e flor de laranjeira o amor de Hollywood pelo livro. Ler Mais »

Lula não é o Brasil

No início de setembro de 2014, o então governador do Distrito Federal, Agnelo Queiróz (PT), candidato à reeleição, comemorou. Seu maior adversário, o também ex José Roberto Arruda (PR), líder absoluto nas pesquisas, com 37%, estava fora do páreo. Ler Mais »

Marina e a Copa

Na quarta-feira, 12/6, tínhamos combinado chegar na casa da Marina tipo 17h30. Daria para ver com tranquilidade Inglaterra x Croácia na segunda semifinal da Copa, que terminaria pouco antes das 17h, e ir. Ler Mais »

Na orbe da influência da Era de Aquarius

Alguns leitores hão de se lembrar do excelente musical americano Hair, que estreou na Broadway em abril de 1968. Com 1750 noites de apresentação, Hair lançou para o mundo várias músicas que marcaram época, especialmente a deliciosa “Aquarius”. Ler Mais »

O exemplo vem de cima

Para além das visíveis afinidades ideológicas, o que encorajou o desembargador Rogério Favreto a passar por cima da decisão de um colegiado do Tribunal Federal do qual é membro e, monocraticamente, mandar soltar Lula? Ler Mais »

Back in the USSR

As coisas da cabeça da gente. Outro dia me ocorreu, e ficou pipocando na minha cabeça, como é inteligente, gostosa, irônica, bem humorada, bem feita, bem sacada, a letra de “Back in the USSR”. Ler Mais »

Lula permanece preso. A Terra permanece girando

Ao resumir para os seus leitores e para a História em uma única frase – a manchete –os acontecimentos do domingo louco, teratológico, 8 de julho de 2018, O Globo foi de uma infelicidade assustadora. E o Estadão cumpriu seu dever com honra. Ler Mais »

Crime em nome de Deus

Ler Mais »

“Cerrado por Fútbol”

De muitas coisas podemos nos queixar neste Brasil de hoje, menos de falta de notícias. Depois de passar pela inundação diária de informações fico imaginando como será viver nos países da Escandinávia. Com certeza o brasileiro que for passar uns dias nessas plagas vai sofrer uma tremenda de uma síndrome de abstinência de notícias. Ler Mais »