Mas por que é que os fracos têm que ter vez?

Pensando bem, Trump tem razão. Os mais fortes tudo podem e seus interesses têm que ser respeitados. Veja no dia-a-dia. Venho vindo com meu carro e um sujeito começa a atravessar a rua. O que é mais justo? Eu, motorizado, parar, ou ele se colocar no seu lugar e voltar para a calçada, de onde só pode sair quando não houver carros a vista?

Sinto-me no meu direito, e os códigos que se danem. Se houver um acidente, e eu bater no sujeito, não vou me estressar, porque a culpa, evidentemente, é dele. E tem um detalhe. Se amassou o pára-lama, ou qualquer parte do meu carro, vai ter que pagar.

Há outra coisa que me irrita: vaga em estacionamento para velhos e aleijados. Se não têm condições de ir à loja, ao supermercado, que mandem seus filhos. Não que eu seja contra vagas especiais. Se dependesse de mim, elas existiriam, sim. Só para carros belos e caros.

Veja se não tenho razão. Esses carros, em um mesmo espaço, chamariam a atenção. Gente sem dinheiro para frequentar salão de automóvel acharia aí a sua chance. Isso chamaria freguês e engordaria o lucro de lojas e supermercados.

Há outro motivo para donos dos carrões merecer vagas especiais. Compram bem e gastam uma boa grana, muitas vezes em dinheiro. Bem ao contrário do povinho que só vai comprar o básico e paga até quilo de banana com cartão de crédito.

Como vêem, estilo Trump de pensar: produzir riquezas, que é o que interessa.

Mas sem descuidar do social. Como acabar com a fome nas áreas rurais do País? Liberem a caça. O governo poderia forçar um projeto para expurgar a proibição das armas, apoiado pela bancada da bala e uma nascente bancada da caça. E lançar uma linha de crédito para a compra do armamento.

Já que é assim, que se liberassem de uma vez armas de todos os tipos. Isso ajudaria os cidadãos a prover sua segurança e provocaria um boom na indústria armamentista. Ambiente ideal para bons negócios.

Alguém pode ser tão falso e desonesto para não concordar com isso?

Fevereiro de 2017   

2 Comentários

  1. Melchíades Cunha Jún
    Postado em 17/02/2017 às 3:02 am | Permalink

    Falou e disse. Aos poderosos,tudo. Aos fracos, sua extinção, Heil Trump!

  2. MILTINHO
    Postado em 20/02/2017 às 6:08 pm | Permalink

    Apoiado, quem não é o melhor tem que ser o maior. Uma sociedade de pobres, pedestres e e cadeirantes não gera emprego e renda, não gera consumo e sem o consumo gera riqueza.
    Como bem observam os economistas: “não existe almoço grátis” Trump vende o almoço para quem produz. Mas vai melhorar, direita lá direita cá, vai melhorar.

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*