Empoderamento é a pqp!

Emponderamento é a mãe!

Talvez por achar que palavra também é moda, o portal do Estadão da quinta 16 traz este título para matéria sobre o São Paulo Fashion Week: “Estado faz manifesto contra assédio na SPFW com frases de emponderamento.”

Se a memória não falha, foi Graciliano Ramos que lia um texto quando engasgou com uma palavra. A versão que conheci é de que estava ajustando o escrito de alguém, na redação de um jornal (o autor de Vidas Secas trabalhou no carioca Correio da Manhã).  Súbito, diz em voz alta:

– Outrossim? Outrossim? Outrossim é a mãe!

Sua indignação era compreensível. Muita palavra usada em textos burocráticos, amadores ou pretensiosos, soa falso no jornalismo. É o caso desse esdrúxulo emponderamento, que dói nos ouvidos. Sem se falar que tem 14 letras, inviáveis para a escrita enxuta como a dos jornais.

Surgiu de repente, como foi o caso, há muitos anos, do extrapolar. Muita gente, mesmo na imprensa, em vez de exceder, passou a extrapolar. Extrapolar é a mãe.

O que está resistindo em nossos tempos (já citei aqui) é outra palavra desnecessária como cobra em criação de minhoca. Disponibilizou, também com quatorze letras. O governo disponibilizou. Por que não cedeu (cinco letras), doou (quatro), deu (três)?

Queria ver um amante dos modismos receber uma página para fechar e se deparar com um título a ser feito em três linhas de três toques. Conta-se que aconteceu em um jornal de Brasília. Na matéria  o presidente Juscelino Kubitschek pedia ajuda para a capital do País. Eis o título:

JK:

BSB

SOS

    20/3/2017

   (O administrador sou eu mesmo, Sérgio Vaz. E empoderamento e disponibilização são a pqp.)

Um Comentário

  1. Montezuma Cruz
    Postado em 07/11/2017 às 12:59 pm | Permalink

    Se ocorreu no Pará ou em São Paulo, não sei dizer exatamente. Reza a lenda que há também o “três de dois”. O diagramador não gostava do editor e o desafiou a escrever o título do assassinato em três linhas de dois toques cada. A vítima morrera com um tiro no peito. Minutos depois, sai o título: UM SÓ AI

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*