Dilma, Lula e o diabo

Em abril de 2013, durante encontro com prefeitos na Paraíba, Dilma Rousseff surpreendeu a todos com sua sinceridade: “Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição”.  Confessou e fez, como é sabido. E o belzebu cobrou. Com juros e correção, sem carência ou parcelamento. Pior, encarnado em gente experiente nesse tipo de pacto. Continue lendo “Dilma, Lula e o diabo”

Onde é a saída?

Sobre a nudez forte da verdade o manto diáfano da fantasia’, célebre frase de Eça de Queiroz que está gravada no monumento que o homenageia no Chiado, em pleno coração de Lisboa,  se fosse usada em Brasília teria que ser substituída por ‘Rasgaram o véu diáfano da fantasia e a verdade apareceu em toda a sua feia nudez’. Continue lendo “Onde é a saída?”

Nunca houve governo tão incompetente (8)

Um editorial e dois artigos publicados hoje – quinta-feira, 26 de março – no jornal O Globo explicam, de forma claríssima, quase didática, o imenso imbróglio em que o governo Dilma se meteu ao mexer populistamente, eleitoralmente, com as dívidas dos Estados e municípios. Continue lendo “Nunca houve governo tão incompetente (8)”

Playboy

zzzmanuel1

O mau fei­tio nas­ceu com ele, mas Fran­cis Cop­pola emprestou-lhe as cores da lenda. Falo de James Caan, que foi, no The God­father, o filho pri­mo­gé­nito de Don Cor­le­one, her­deiro de um impé­rio em que o crime e o amor à famí­lia se bei­jam na boca. Continue lendo “Playboy”

Governo na lona, oposição zonza

Cerca de dois milhões de brasileiros ocuparam as ruas no último domingo. Vestidos de verde e amarelo uniram-se em repúdio à corrupção, berraram fora Dilma, fora PT. Bateram panelas na mesma noite e na seguinte em protesto aos ditos patéticos de ministros e da própria presidente. Não foram ouvidos. Nem pelo governo nem pela oposição. Continue lendo “Governo na lona, oposição zonza”

O dilmês

Durante sua campanha para presidente em 2010 estranhei um pouco o modo de dona Dilma falar. Alguém me disse que eu estava estranhando o sotaque e o linguajar gaúcho da candidata, o que de pronto descartei. Tenho amigos gaúchos desde minha adolescência, acho um charme seu sotaque, amo e até adotei muitas de suas expressões. Continue lendo “O dilmês”

Não se xinga o povo de golpista

A presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e a turma do PT ainda não descobriram que não se xinga o povo, cansado de corrupção, de golpista. No panelaço do Dia Internacional da Mulher rotularam a manifestação como uma tentativa das elites de forçar o terceiro turno eleitoral. Continue lendo “Não se xinga o povo de golpista”