O samba do petista doido

“Petistas rebatem PSDB e dizem que governo Lula salvou o Plano Real”, diz título do portal da Folha de S. Paulo.

Até a falta de vergonha na cara deveria ter um limite. Até a desfaçatez deveria ter uma cota máxima. Mas não, não há limite, não há cota máxima para a cara de pau, para a certeza absoluta de que se pode mentir e mentir e mentir que está tudo muito bem. Afinal, só 25% dos brasileiros compreendem um texto de mais de duas frases, e só 1% por cento da população lê jornal.

Sendo assim, penso aqui em mais alguns fatos históricos reescritos na novilíngua petista – ou seria no Samba do Petista Doido, versão atualizada do Samba do Crioulo idem de Stanislau Ponte Preta?

* Na eleição indireta para a Presidência da República em 1985, o PT defendeu ardorosamente a candidatura de Tancredo Neves, por compreender que era o passo cabível naquele momento. Os parlamentares do PMDB que viriam depois a fundar o PSDB, remando contra a lógica, fecharam questão contra a participação no Colégio Eleitoral. Quatro parlamentares desobedeceram à voz de comando, e foram expulsos do partido.

* Os parlamentares do PMDB que formariam depoi o PSDB recusaram-se a assinar a Constituição de 1988, a Constituição Cidadã elaborada pelo PT e por alguns dos partidos que o apoiavam.

* O então senador tucano Fernando Henrique Cardoso declarou publicamente que no Congresso Nacional havia 300 picaretas.

* O sociólogo Fernando Henrique Cardoso passou anos defendendo mudanças na legislação trabalhista elaborada na época do presidente Getúlio Vargas; uma vez na presidência a República, no entanto, não propôs alteração alguma nas leis inspiradas no fascismo de Benito Mussolini, e ainda fez aprovar leis garantindo repasse automático de parcela dos salários dos trabalhadores para as centrais sindicais – mesmo daqueles trabalhadores não filiados a o sindicatos.

* Ao final do segundo governo Fernando Henrique Cardoso,  temendo que ele fizesse seu sucessor, as forças do capitalismo financeiro internacional promoveram um ataque especulativo massivo contra o Real, a moeda criada pelo PT, apesar da oposição persistente e perversa do PSDB. Houve maxidesvalorização da moeda criada pelo PT, e a inflação ameaçou voltar a patamares elevadíssimos. Com a eleição de Lula, e a garantia de que os princípios econômicos básicos sempre defendidos pelo PT – metas de inflação e de superávit primário, câmbio flutuante, com Banco Central independente – seriam mantidos, a economia brasileira pôde, enfim, se estabilizar.

***

Ah, sim:  e é mentira da imprensa burguesa que Xica da Silva tenha apartado uma briga de Dona Marisa com a Rose Noronha.

***

Ah, Stanislau, a coisa anda difícil por aqui, rapaz…

25/2/2014

 

6 Comentários

  1. Postado em 26/02/2014 às 10:34 am | Permalink

    Este texto é melhor que as compilações. Mostra o editor sem o uso dos superlativos mas com a fina ironia do primo do Atamirando e sobrinho da tia Zulmira.

  2. valdir
    Postado em 26/02/2014 às 3:27 pm | Permalink

    Sérgio, finalmente temos a verdade histórica restaurada. Acrescente aí: vou votar na Dilma.

  3. Postado em 26/02/2014 às 6:22 pm | Permalink

    Valdir vai votar na Dilma eu no Aécio. Estou entre os 75% de brasileiros que nâo entende nada do que lê.

  4. Postado em 26/02/2014 às 7:00 pm | Permalink

    PETISTAS E TUCANOS, CANTAM E SAMBAM MAS NÃO SÃO DOIDOS.

    Antonio Fernando de Souza, quando procurador-geral da República, foi autor das denúncias dos dois mensalões: petista e tucano. Para o então procurador, o “mensalão” do PSDB serviu de “laboratório” delinquencial.

    No “mensalão” tucano e por crimes de peculato e lavagem de dinheiro, 15 indiciados em inquérito policial acabaram denunciados por Souza no STF. Depois de 20 horas de análises, a denúncia, em 3 de dezembro de 2009, restou recebida pelos votos de Lewandowski, Peluso, Ayres Britto, Marco Aurélio e Joaquim Barbosa. Sem nenhuma surpresa por parte dos operadores de Direito e dos cientistas políticos, votaram pela rejeição Eros Grau, Mendes e Dias Toffoli, declarado o impedimento da ministra Cármen Lúcia.

    O estranho decorreu ainda do fato de o STF haver determinado o desmembramento, para as instâncias inferiores, do “mensalão” tucano, ao contrário do sucedido com o “mensalão” petista.

    Da criminalidade organizada, no “mensalão” tucano sobraram para julgamento pelo STF em face de foro privilegiado apenas dois acusados de “excelência”: o deputado tucano e ex-governador Eduardo Azeredo e o senador Clésio Andrade.

    Na denúncia, afirma-se o desvio de 3,5 milhões de reais (9,4 milhões em valores corrigidos) dos cofres de estatais mineiras.

    DOIDO SÓ O CRIOULO!

  5. lLucia Zaidan
    Postado em 27/02/2014 às 10:24 am | Permalink

    Em qual escola você vai desfilar? Enredo ótimo. Esse é crioulo doido de verdade.ka,ka,ka…

  6. LUIZ CARLOS
    Postado em 01/03/2014 às 4:19 am | Permalink

    Não é muito difícil encontrar nos blogs petistas a informação de que a inflação era altíssima no governo FHC e somente o herói Lula foi capaz de baixá-la. Um desses blogs, inclusive, nos presenteia com a seguinte pérola: Nos governos FHC o povo era obrigado a fazer compras mensais para escapar dos constantes reajustes de preços. Agora, os consumidores já podem fazer compras semanais, sem preocupação com a inflação.

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*