Dúvidas seculares

O novo século, a nova década, criaram em mim algumas ansiedades.

Elvis, por fim morreu?

O monstro de Loch Ness não existiu mesmo, ou também finou-se, de velhice?

E o nosso Chupa Cabras?

Terá restado alguma embarcação que justifique a expressão “segue a todo vapor”, frequentemente usada no noticiário, principalmente da TV?

A pá de cal ainda é usada para dar fim a uma situação indesejável?

Bertrand Russell continua citação frequente entre acadêmicos e informados?

Ainda é de bom tom adotar comportamento de bom tom?

Filé a cavalo continua entre os destaques do cardápio de bons restaurantes?

É prafrentex rebaixar o carro e trocar as rodas originais por outras, esportivas?

Alguém ainda diz, no País, que comida de avião é ruim?

Curtiu?

Eu não. Curtir, para mim, é processar couro em curtume. Era preciso difundir gíria para avaliar o interesse dos leitores, como fazem sites e blogs?

 Nota do administrador: 

As dúvidas do Valdir Sanches não são nada boko-moko. São válidas, lúcidas e inseridas no contexto. 

2 Comentários para “Dúvidas seculares”

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *