Arquivos Mensais: julho 2013

Dilma deixa todo o Febeapá no chinelo

zzzzzzzmissaA presidente da República fez um discurso em que afirma que o Ceará inaugurou o Brasil. O Ceará foi onde o Brasil começou, disse ela. Ler Mais »

Nem todos os santos

Descortês, impróprio e deselegante, o discurso da presidente Dilma Rousseff na recepção ao Papa Francisco parece ter tido o dedo do diabo, que, é bom lembrar, ela confessou que usará para se reeleger. Ler Mais »

Harmonia

O que passou é passado e não há mais nada a fazer em relação  a ele. É um pensamento simples, quase óbvio, mas pouco usado na prática. Não me canso de assistir a pessoas lamentando algo ocorrido, inertes diante do que não pode ser mais modificado. Ler Mais »

Um tipo meio aciganado, europeu

Tony awardsO tipo moreno, meio aci­ga­nado, ao volante do des­ca­po­tá­vel, virou-se para o amigo e disse-lhe: “Quando Jack War­ner e Sam Goldwyn con­tro­la­vam isto, Los Ange­les era um lugar dife­rente”. Ler Mais »

Bota mais água no feijão

Francisco tem passado mensagens profundas com palavras simples, palavras do dia a dia, e nisso reside sua força. Será que alguém imagina a possibilidade de os recados claros do Papa não entrarem em nossas mentes? Ler Mais »

Ao Papa, sem carinho

Enquanto o Papa humilde falava das coisas do espírito no seu discurso de chegada, com a simplicidade do poverello di Assisi que inspirou a escolha de seu nome, a presidente Dilma discorria longamente sobre os rios de leite e mel que começaram a escorrer pelo Brasil durante os dez anos de governo de seu partido. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (109)

Faz dois anos e meio que a presidente Dilma Rousseff vem dando seguidas mostras de que a imagem que os marqueteiros criaram para ela, de gerentona competente, é apenas isso: uma fantasia inventada pelos marqueteiros. Ao longo deste período, vem demonstrando que merece outros epítetos: arrogante, soberba, centralizadora, mandona, brava, nervosa, irritadiça, pavio-curto, sem jogo de cintura. Ler Mais »

Lula de volta

Longe do ringue desde o quase nocaute desferido pelo escândalo Rosemary Noronha, e mais sumido ainda depois das manifestações juninas, o ex-presidente Lula reapareceu. E, ainda que zonzo, sentindo o golpe de não ser mais a voz máxima das ruas, reencontrou-se com o seu melhor estilo: o de reinventar a história. Ler Mais »

O pequeno tomateiro

É preciso prestar atenção às pequenas coisas que acontecem ao nosso redor. Não é só uma homenagem à vida, mas uma maneira de se integrar ao que há de natural e surpreendente no chão que pisamos, na beleza eterna do que nos envolve desde o dia em que nascemos. Ler Mais »

Dinheiro e arte

zzzzzzbette

O pro­du­tor Samuel Goldwyn nunca ima­gi­nou que do ameno céu de Los Ange­les desa­basse uma tem­pes­tade daque­las. Fizera o melhor, como a tanto o obri­gava dinheiro e arte. Vira uma peça da escri­tora comu­nista Lil­lian Hell­man e gos­tou. Ler Mais »

Fia-te na Virgem e não corras…

Começo por um erro grave, ensinar o Pai Nosso ao Vigário, e que Vigário! Logo o Vigário de Cristo.

Mas como eu o tenho como Papa, ou seja, o representante de Deus Pai aqui na Terra, ele há de me ter como sua filha e os filhos devem honrar e zelar por seus pais. É o que faço neste momento. Ler Mais »

Um ruidoso silêncio

A voz das ruas às vezes é tão rouca que fica difícil entendê-la. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (108)

zzzzzzinflação

O governo que está aí tem um lado barata tonta, um lado avestruz e um lado de cachorro chato.

Como cachorro chato, late demais. A cada dia tem um discurso ou uma entrevista da presidente ou de alguém da equipe econômica falando, falando, falando, prometendo, garantindo que está tudo bem e vai ficar melhor ainda, apresentando novos projetos, planos disso, planos daquilo, Bolsa disso, Bolsa daquilo. Ler Mais »

Morando bem no olho do furacão

Patrícia Nogueira Rocha, tradutora, viajada, gosta de morar na Avenida Paulista. Está no olho do furacão. A Parada Gay parte a um quarteirão de seu apartamento. O show do réveillon acontece do outro lado, a meio quarteirão. Ler Mais »

Dúvidas metafísicas sobre os discos

Há semanas vinha pensando vagamente em escrever – mais uma vez – sobre isso que agora se chama suporte físico. Ler Mais »