Dilma navega trôpega

A CPI da Petrobrás, requerida com assinaturas de 120 deputados da base aliada, 52 do PMDB, partido que ocupa a vice-presidência da República, não deve prosperar. Será barrada pelo presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), assim como o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) impediu que a MP dos Portos caducasse. Continue lendo “Dilma navega trôpega”

Boa letra

Daqui a pouco ninguém mais terá a caligrafia de nossas mães. Aquelas letras claras e bem elaboradas contornando nossa admiração de filhos. Como desenhar as palavras como elas?, esse era o desafio. Na escola bem que tentávamos, diante do carinho e da paciência das professoras do primário. Continue lendo “Boa letra”

Casou-se alguém quando Salazar morreu?

Uma mulher pode fazer tudo: pen­sar, falar, can­tar, calar-se até de vez em quando. Foi o que me ensi­nou Sacha Gui­try. Um povo não. Um povo cala-se, mesmo por um ins­tante, e há um ruído qua­drú­pede a esca­var as ruas, uma explo­siva bran­cura a furar os tímpanos. Continue lendo “Casou-se alguém quando Salazar morreu?”

Georges Moustaki

zzmoustaki1

Georges Moustaki não era, nunca foi um grande astro, de imensa popularidade. Não tinha a gigantesca fama de Jacques Brel ou Gilbert Bécaud. Mas tinha – e creio que terá sempre – uma legião de admiradores apaixonados. Era um gigante, um monstro da canção francesa, da música do mundo. Continue lendo “Georges Moustaki”

Cem semanas de Más notícias do país de Dilma

Cheguei hoje à compilação número 100 de notícias e análises que comprovam a incompetência do lulo-petismo como um todo e do governo Dilma Rousseff em especial sem qualquer tipo de alegria, ou de orgulho ou sequer de consciência tranquila por ter feito um bom trabalho, dado algum tipo de contribuição. Continue lendo “Cem semanas de Más notícias do país de Dilma”

Más notícias do país de Dilma (100)

Este é um governo que ruma para o passado, para o atraso. Como no tempo dos generais, bota milhões de dinheiro público para ajudar grandes empresas a se tornarem “campeões nacionais”. Como os generais, sonha com o Brasil Grande. Transforma a Caixa Econômica em sócia de frigorífico. Continue lendo “Más notícias do país de Dilma (100)”