Arquivos Mensais: dezembro 2012

As últimas sandices de 2012

Com a genial ideia de confeccionar mais de 500 cédulas com 463 páginas para votar de uma só vez 3.060 vetos, vários encalhados há mais de 12 anos, o senador José Sarney (PMDB-AP) atingiu o ápice nas trapalhadas que assolaram o país nas últimas semanas. Ler Mais »

Que brinquem os meninos

Hesito entre espichar-me no sofá ouvindo as coisas do Moacyr Santos ou tomar um café expresso sem açúcar. Fico com os dois. O lombo assado, farofa, arroz e feijão, tudo caseiro, trouxeram-me uma enorme preguiça. Ler Mais »

Heróis do mundo, heróis de mim

zzzmanuel1

São heróis. Vol­tei a pen­sar neles enquanto via o último filme de Clint Eastwood, pai e filha. Temos a cabeça e o cora­ção cheios deles. Sabe­mos bem que não são só nos­sos, que são heróis do mundo todo, de todo o mundo. Mas acre­di­ta­mos que é mesmo a “mim” que eles que­rem e tra­tam de forma espe­cial. Ler Mais »

Os Beatles, o Karnak, as cores

Deve ser a coisa de Natal, de Ano Novo, mas, como dizia Caetano em “It’s a long way”, tenho acordado singing an old Beatles song. Acordado, e ao longo do dia inteiro lembrado de old Beatles songs. Ler Mais »

Minhas Beatles songs preferidas

A melhor canção dos Beatles é aquela que você está ouvindo agora.

Essa frase existe há tanto tempo na minha vida que não tenho a menor idéia de quem a criou. Pode até ter sido eu mesmo. Mas, then again, é uma frase tão óbvia que pode ter ocorrido a umas 312.431 pessoas ao mesmo tempo. Eu inclusive. Ler Mais »

Um ato pró-impunidade

Ficou tudo para o ano que vem. Os mensaleiros não foram presos em 2012 por causa do “trânsito em julgado” e dos “embargos infringentes”. Ler Mais »

garças e abutres chegados da terra do urubu-rei. capítulo 8

8. Medalhas, agulhas e outras preciosidades
zzzjorge8

Uma vez, cavoucando o barro, encontrei uma medalha de Nossa Senhora. Alguém falou para mostrar pro fulano, nem me lembro de nome, nem de cara. Num repente, eu estava diante dele, e ele mostrou um alfinete com medalhas enfiadas. Ler Mais »

O pecado da gula

Na última quinta-feira, na mesma cerimônia em que a presidente Dilma Rousseff anunciou a concessão dos aeroportos do Galeão e de Confins para a iniciativa privada, o País ganhou mais uma empresa estatal, a Infraero Serviços. Ler Mais »

Os do Norte e as armas

Como gostam de matar esses americanos do norte. Sua história é rica em violência e conquistas à força de balas. Quando expulsaram os ingleses e resolveram fazer daquele imenso território uma nação, havia um mundo para desbravar. Ler Mais »

O Natal vem de bicicleta

zzznatal1O Natal é uma bici­cleta e um par de patins. Foi assim que, pela pri­meira vez, fomos ver os “malu­cos”. Um bando de putos de bici­cleta e um deles, mania da ori­gi­na­li­dade, com um belo par de patins. Ler Mais »

Revel passou por aqui

Entre o fim do mundo e o Natal (se este acontecer é sinal que o primeiro falhou) há um bom tempo para dedicar um pouco de atenção a reflexões que não perdem a validade nunca e às vezes parecem mais atuais quanto mais o tempo passa. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (80)

Esta compilação de notícias e análises que comprovam os malefícios e a incompetência do lulo-petismo como um todo e do governo Dilma Rousseff em especial é a mais longa de todas as 80 que já foram publicadas aqui, ao longo dos dois últimos anos. Ler Mais »

garças e abutres chegados da terra do urubu-rei. capítulo 7

7. Macacões e pés no chão 

zzzjorge7

    Não sei se minha recordação me trai, não tive mais que dois macacões naquele período. Não, não, agora lembro, eles eram trocados e iam para serem lavados. Parece, aliás, que não tinham dono. Após o banho, acho que semanalmente, recebia-se um bolo de pano e vestia-se. Ler Mais »

Lula e o fim do mundo

Garante o calendário maia que o mundo vai acabar na próxima sexta-feira, dia 21. Era para ser em 2011, mas houve erros nos cálculos. Agora, asseguram: desta semana não passa. Ler Mais »

Roda píão, bambeia pião

Estou na cozinha da casa de Vera Brant, cercado, como é de hábito, por gente sensível, inteligente e criativa. Lá fora, na noite, o flamboyant impera. Tenho ao meu lado, no melhor lugar de todas as casas, o maestro Jobim e Gonzaguinha. Ler Mais »