Arquivos Mensais: agosto 2012

Strange fruit, a canção, o livro e as lições

Árvores do Sul criam estranho fruto / Sangue nas folhas / Sangue na raiz / Corpos pretos balançando na brisa do Sul.

Está sendo lançado agora no Brasil o livro que conta a história da canção que abre com esses versos. Ler Mais »

Levando um jeito de nação

Osasco vai ter que arrumar outro prefeito, o ato de ofício não é prova indispensável para configurar delito de corrupção, o ministro Peluso aposentou-se deixando um límpido exemplo de clareza e honradez e a presidente Dilma fez o seu gesto de dama de ferro e colocou o sindicalismo chantagista do funcionalismo público em sua cadeira do dragão. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (66)

Foi uma semana com uma ótima notícia. A condenação de João Paulo Cunha e outros, no primeiro tópico do julgamento do mensalão, pelo folgado placar de 9 a 2, dá um ânimo de que o país andava precisando. Ler Mais »

Nelson Rodrigues

Esti­vesse vivo, teria feito 100 anos a 23 de Agosto. Res­sus­cito um texto antigo com um ou outro adjec­tivo novo. Ler Mais »

Tá tudo dominado

As transações entre o Banco do Brasil, seu ex-diretor Henrique Pizzolato, a Visanet e o publicitário Marcos Valério – incluindo os embaraçosos R$ 326 mil em espécie – colocaram o BB no olho do furacão. Ler Mais »

O mestre da música

Meu irmão me presenteia com um DVD raro e fascinante. Uma minissérie alemã e húngara sobre a vida e a obra de Johann Sebastian Bach. Aproveito o dia, curto o dia. Durante seis horas me rendo à música maravilhosa do mestre, que viveu entre 1685 e 1750, e até hoje nos surpreende, arrepia, espanta e encanta. Ler Mais »

Quando um homem ama uma mulher

Tu ama-la?” Vão no carro, Butch ao volante, Buzz enfi­ado no fato de Cas­per, o fan­tas­mi­nha feliz. Butch ainda tenta uma digres­são dis­trac­tiva: “Quem?” Mas a curi­o­si­dade de Buzz é obs­ti­nada e infan­til: “A senhora que nos cozi­nhou os ham­bur­gers…” E como é que se explica a uma cri­ança quando é que um homem ama uma mulher. Ler Mais »

Meu Deus! (Ou: quanta inocência)

“Meu Deus”, murmurou num canto da sala o homem da capa preta. Algum microfone registrou a exclamação, que ficou para sempre pairando no ar. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (65)

Começo esta semana com uma notinha publicada na coluna de Ancelmo Gois no Globo do sábado, dia 18. É curta – e apavorante. Ler Mais »

O fantasma de Celso Daniel

Na última quinta-feira, enquanto no STF o ministro relator Joaquim Barbosa votava pela condenação dos primeiros quatro dos 37 réus da Ação Penal 470, o quinto dos sete acusados pelo assassinato do então prefeito de Santo André Celso Daniel ouvia a sentença que lhe imputou 22 anos de prisão. Ler Mais »

Nosso Senhor de Hollywood

Gos­tos discutem-se. Mesmo que, por serem gos­tos, quase nunca e quase nada valha a pena discuti-los. Pode ganhar-se um debate, mas nunca se ganha a pes­soa com quem se deba­teu. Ler Mais »

A um passo da sucata

“O que uma pessoa sensata faz no começo, os tolos fazem no fim.” (Warren Buffet) Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (64). E também uma boa

Eles afinal decidiram privatizar. Com uma má vontade danada, com vergonha, brigando contra o dicionário, as palavras, a lógica, mas decidiram privatizar. Demoraram um bocado – patinaram durante nove anos e meio de ineficiência e corrupção, mas afinal começaram a cair na real, e decidiram privatizar. Ler Mais »

Rastros de crime

Vinte e cinco defesas depois, todas apoiadas em pontos quase idênticos, os advogados dos réus do mensalão conseguiram algo inusitado: produzir mais dúvidas. Isso mesmo. No afã de tentar inocentar seus clientes, alguns deles se enrolaram e foram imprimindo novos rastros. Ler Mais »

Arthur e Sara

Meu olhar está fixo nos olhos de Arthur enquanto em Londres ouve-se o hino brasileiro. Entro fundo naqueles olhos que guardam água para jorrar a qualquer momento. A força da conquista se mistura com o vigor da canção nacional. Ler Mais »