Arquivos Mensais: abril 2012

Esquerda e direita se encontram no infinito

Duas linhas paralelas se encontram no infinito.Os votos da extrema direita e da extrema esquerda na França estão sendo disputados pelos dois candidatos, Sarkozy e Hollander, como se fossem oxigênio. Dependem deles para ganhar o segundo turno. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (49)

A pior notícia da semana, dos últimos tempos, não tem a ver diretamente com a incompetência do governo Dilma Rousseff, dos governos petistas. Mas é uma notícia tão ruim que é impossível não falar dela. Ler Mais »

A Rodrigo o que é de Rodrigo

Na última edição do Jornalistas & Cia – a de número 843, de 25 de abril de 2012 -, foi publicada uma carta de Dirceu Martins Pio que, mesmo sem a autorização formal dele, quero reproduzir aqui. Ler Mais »

CPI de Cachoeira refresca Pimentel

Em dezembro do ano passado vieram à tona os ganhos inexplicáveis do ministro do Desenvolvimento Fernando Pimentel em consultorias que lhe asseguraram rendimentos espetaculares de R$ 2 milhões. Ler Mais »

Dylan soberbo, para uma platéia que merecia Dylan

As 17 canções que Bob Dylan escolheu para apresentar na turnê que passou pelo Brasil neste mês de abril de 2012 foram lançadas em um espaço de 46 anos. A mais antiga é de 1963, e as mais recentes, de 2009. Ler Mais »

Uma formiguinha

Era uma vez uma formiguinha que saiu pra passear, andou, andou, andou, despencou. Isso é cantado enquanto um dedo matreiro vai fazendo cócegas na criança, que quase se desmancha e rola de rir. Pode ser assim, simples, o jeito de levar a vida. Não é mania atual, sempre houve, mas como está ocorrendo agora, no presente, fico alarmado com o excesso de complicação no falar, no agir e no pensar de tanta gente. Ler Mais »

Os profissionais

Dis­traio os ner­vos: será Vítor Gas­par o herói moderno? O herói antigo era Hér­cu­les. Tinha a lúdica argú­cia de um Ulis­ses. Há um século, o herói era cine­ma­to­grá­fico e vinha com a abne­ga­ção de um John Wayne. Por vezes, dis­far­çava o ide­a­lismo com o cínico desin­te­resse de um Humph­rey Bogart. Ler Mais »

Niemeyer, o cacete. Brasília é obra de Lúcio Costa

O Google faz uma homenagem a Oscar Niemeyer – como em outras datas importantes, substitui o seu logo por um desenho alusivo àquele dia. Está lá, então: “52º aniversário de Brasília. Desenhos de Oscar Niemeyer”. Ler Mais »

A CPI que todos aplaudem e o PMDB agradece

Por alguns meses, vamos ter que aprender a pronunciar o nome Cavendish, a ouvir gravações inconvenientes de diálogos inconvenientes entre o contraventor e seus clientes políticos, e ver a troca de bolas de lama entre os defensores do governo e da oposição. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (48)

Como se não bastassem a incompetência, a inoperância do Executivo, e o baixo nível e os seguidos escândalos do Legislativo, interessado apenas em garantir benesses para seus membros, o Judiciário – representado por sua mais alta Corte – resolveu dar uma ajudazinha na desmoralização dos poderes da República. Ler Mais »

O esplendor dos filmes japoneses na Liberdade

Uma menina de quatro anos ia ao cinema, sem saber o que era cinema. O grande carro preto importado – o táxi – partia da Rua da Cantareira, onde a família morava e trabalhava. No banco da frente, o pai, de terno e gravata. Atrás, bem penteadas e vestidas, a mãe e as duas irmãs. Ler Mais »

Cachoeira dá as cartas

O bicheiro Carlos Cachoeira, meliante conhecido, pródigo em distribuir e colher benefícios suspeitos entre gente de todos os partidos políticos e em todas as searas da República, é mesmo fenomenal. Um gênio. Ler Mais »

O país não é uma igreja

O domingo deveria ser de descanso, de repouso dos guerreiros. Depois de trabalhar toda a semana, o cidadão imagina poder se entregar aos braços de Morfeu, sem culpa. Ficar igual celular, quando é ligado, procurando rede. Ler Mais »

O Bem e o Mal

O pai mor­rera e ele nunca mais almo­çava. O cai­xão era pau­pér­rimo, uma coisa dic­ken­si­ana ao lado da qual cami­nhava a aflita dor da mãe. O futuro Char­lot vinha atrás da urna do pai e do pranto da mãe. Para dis­trair a fome, ia mimando, cari­ca­tu­ral, o sofri­mento materno. Ler Mais »

O que afinal o senhor Rui Falcão pensa dos brasileiros?

Fiquei injuriada com o vídeo do presidente do PT. Sei que foi para uso interno, mas como ele conclama a sociedade organizada, partidos políticos, centrais sindicais, movimentos populares, a se mobilizarem para neutralizar a operação destinada a abafar a CPI do Demóstenes, creio que ele pretendia o que conseguiu: que sua peroração fosse ouvida fora do âmbito do PT. E aí ele nos dá o direito de responder. É o que faço agora. Ler Mais »