Arquivos Mensais: novembro 2011

Uma maravilha: Acima de Qualquer Suspeita, 21 Anos Depois

Vinte e um anos depois de se sentar no banco dos réus acusado de ter assassinado Carolyn Polhemus, sua colega e amante, Rusty Sabich, ex-promotor, agora juiz-presidente do Tribunal de Recursos Estadual, torna-se suspeito de assassinar sua própria mulher, Barbara. Ler Mais »

Higor, um herói

Não tem saída. Quanto mais o Ministério das Cidades tenta, mais se enrola nas explicações. Ler Mais »

O mineiro e o minério

Vozes da cidadania me chamam e não posso ignorá-las. Quem anda pelas Minas Gerais se deslumbra com suas surpreendentes paisagens, pelas montanhas, rios e vales. E se enamora de sua gente simples, sábia, pronta para receber com simpatia todos os viajantes. Ler Mais »

Onde é que se metem os narizes

De boca fechada já tinha havido muitos. A primeira vez que os amantes abriram a boca foi em Flesh and the Devil (*). E não foi para falar, que o filme ainda era mudo.

Ler Mais »

Os trilhos da Copa

Quando você começa a se acostumar com a idéia de que, apesar das evidências de que mentiu, o ministro Carlos Lupi continuará no cargo até a reforma ministerial, eis que surge na avenida um novo samba enredo. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (29)

“Governo que chama conchavo político de ‘governabilidade’ e corrupção de ‘malfeito’ autoriza ministro a chamar mentira de ‘lapso de memória’. (Regina Passarelli, leitora, em O Globo.) Ler Mais »

Atolados na Transamazônica

Sim, lá estava o grandioso Tocantins, com a ponte por onde passa o trem de Carajás. E, formando um Y, seu belo afluente, o Itacaiúnas. Com tanta beleza, por que essa cidade do sul do Pará – Marabá – tinha um apelido tão marcante – Marabala? Ler Mais »

Quem disse que filho de preto com branca (ou vice-versa) é preto?

Meu Deus do céu e também da terra, não existem “negros”, ou “brancos”. Para começo de conversa, existem seres da raça humana, uma única raça. Para término de conversa, todo mundo é mestiço. Ler Mais »

Moeda podre

Nem os países da zona do euro, nem o baque de 38% na geração de emprego formal. Nada, mas nada está tão em baixa quanto a cotação da moral, forçada pela alta acelerada dos índices de sem-vergonhice e da cara-de-pau. Ler Mais »

Mineiro: o queijo

Na mão a faca e o queijo. Não qualquer um, desses fabricados pelos grandes laticínios, feitos com leite pasteurizado, à moda norte-americana. Ou aquela coisa mole, soro puro, que faz sucesso nos supermercados e lojas sofisticadas do país. Ler Mais »

De Niro não é um animal

O europeu Passos Coelho queixou-se há tempos de um murro no estômago. Com um murro em cheio na cara começa a história de Jake la Motta, em Raging Bull (*). O filme é desse nervoso genial e miudinho chamado Scorsese. Ler Mais »

Problemas de memória

Ele diz que não viajou no avião e depois diz que viajou mas não sabe bem se viajou porque não tem memória absoluta. Ler Mais »

Más notícias do país de Dilma (28)

A conclusão a que se chega é que a presidente Dilma Rousseff não tem moral, vergonha na cara.

Se não, vejamos. Ler Mais »

Em um site, o mar sem fim

Aviso aos navegantes da web. Tempo bom e vento a favor para quem estiver disposto a viajar pelos quase 7.500 quilômetros da costa brasileira, descobrir sua dramática realidade, sua beleza, riqueza cultural, tradições. Ler Mais »

A voz do dono

Ícone da participação partidária, do estímulo ao debate entre correntes diversas e, portanto, da democracia interna, a consulta prévia para escolher candidatos majoritários do PT foi para o saco. E não só na cidade de São Paulo, onde os quatro postulantes cederam gentilmente a vaga ao pupilo da vez do ex-presidente Lula. Ler Mais »