O Brasil dos sem-Copa

Corrupção para todos os lados que se olhe. Regime de Contratação Diferenciado, que colide frontalmente com a lei 8.666, baliza para as licitações públicas, isenção total de impostos para gente da Fifa, fornecedores e cupinchas, e agora, dinheiro do FGTS, da conta do trabalhador, para bancar obras. Continue lendo “O Brasil dos sem-Copa”

Sonho brasileiro

Quase nove da noite, chuvinha chata – ir pra casa, nem pensar –, converso com o porteiro do prédio em que trabalho.

O sotaque nordestino me conta que seu dono acalenta um sonho antigo, nascido há tempos, antes de vir pro sul. Continue lendo “Sonho brasileiro”

A música em minha vida

A memória nos revela, como filme, pedaços esquecidos de nossa vida. Eu me vejo, calças curtas em Diamantina, saindo de um parque de diversões e o som da praça tocando uma canção de Luiz Vieira, “Menino de Braçanã”: “é tarde, eu já vou indo, preciso ir embora, té manhã; mamãe, quando eu saí, disse meu filho não demora em Braçanã”. Continue lendo “A música em minha vida”

Battisti, um capricho ideológico

Alguns dos principais mitos usados pelos defensores da concessão do asilo ao terrorista italiano são discutidos e derrubados pelo promotor cearense Walter Filho no livro O Caso Césare Battisti – A Palavra da Corte, cuja segunda edição (a primeira está esgotada) acaba de ser lançada. Continue lendo “Battisti, um capricho ideológico”

Gol contra

Sem ter sido comunicado previamente sobre o custo ou sobre as regalias concedidas para seduzir os organizadores, o brasileiro começa a descobrir, de susto em susto, cartas escondidas por detrás do orgulho de sediar a Copa 2014. E elas não são de bom agouro. Continue lendo “Gol contra”

Os indignados de Wall Street

“Os movimentos de tons anárquicos como o Ocupar Wall Street podem ser valiosos, na medida em que funcionam como faíscas. Mas eles não geram alternativas sérias no modo de vida predominante. A maioria dos americanos quer ser da classe média, e está irritada porque está sendo excluída pela plutocracia. Elas não querem uma alternativa ao consumismo – eles querem ser os consumidores!” Continue lendo “Os indignados de Wall Street”