Más notícias do país de Dilma (11)

O governo tenta explicar que a MP que altera as regras de licitações não são – ao contrário de todas as evidências – “um descalabro”, uma “licença para roubar”. O governo age em zigue-zague sobre o sigilo eterno dos documentos oficiais, o que denota “qualquer coisa entre o amadorismo e a insegurança política”. Continue lendo “Más notícias do país de Dilma (11)”

A briga lennonistas x macartnistas? Tô fora

O disco novo de Madeleine Peryroux, Standing on the Rooftop, de 2011, abre com uma música dos Beatles. A moça (e põe moça nisso: ela nasceu em 1973, três anos depois da separação do grupo) escolheu para abrir seu novo disco “Martha, My Dear”, assinada por Lennon-McCartney. Continue lendo “A briga lennonistas x macartnistas? Tô fora”

Segredos e pecados

Sigilo. Essa é a palavra da semana, do mês. Na verdade, uma das prediletas dos governos Lula e Dilma, e dos petistas. Eles mesmos, aqueles que outrora, antes das alegrias e agruras do poder, defendiam transparência e – pasmem – decência na coisa pública. Continue lendo “Segredos e pecados”

A greve dos jornalistas, assunto muito sério

A greve dos jornalistas de São Paulo teve episódios cômicos, alguns absolutamente hilariantes – como, por exemplo, o diálogo entre o dr. Ruy Mesquita e Nicodemus Pessoa, os dois chacoalhando o gelo em seus copos de uísque, ou o refrão berrado pelos piqueteiros diante do prédio do Estadão para Luiz Fernando Emediato, lá na redação, no sexto andar: “Luiz Fernando Emediato / Desça Emediatamente!” Continue lendo “A greve dos jornalistas, assunto muito sério”

Diário de viagem

Estava eu descansando da tortuosa subida à Torre de Belém quando, ao olhar para o lado, vejo o nosso governador Antônio Anastasia. Ao me aproximar vi que não era ele, naquele momento certamente despachando em seu gabinete na Cidade Administrativa. Continue lendo “Diário de viagem”

A Espécie Humana. Capítulo 45

eis-me aqui, no apartamento. o menino ficou em São Paulo e eu voltei. após uma limpeza, coloquei o mínimo necessário: um colchão no chão, um chuveiro e uma tábua sobre três tijolos. sobre a tábua coloquei vasos com plantas. no chão da sala ainda uma peneira grande cheia de frutas. na cozinha foi deixado um fogãozinho de duas bocas, que funciona. Continue lendo “A Espécie Humana. Capítulo 45”

Historinhas de redação (10): Bill e a enchente

Num daqueles dias de enchente, Marginal do Tietê alagada, Bill Duncan, editor de Economia do Jornal da Tarde, chega ao trabalho com água pingando dos cabelos, descalço, carregando ostensivamente sapatos e meias encharcados. Continue lendo “Historinhas de redação (10): Bill e a enchente”

Mr. Bojangles, dance!

Existem apenas duas música que não de autoria de Bob Dylan que ele e Nina Simone gravaram. Só por isso – o fato de que esta exata música tenha sido uma das única gravadas tanto pelo mais extraordinário compositor quanto pela mais extraordinária cantora do século XX – torna “Mr. Bojangles” uma canção absolutamente especial. Continue lendo “Mr. Bojangles, dance!”

Palavras históricas de grandes estadistas

Dá um imenso orgulho ser brasileiro. São memoráveis as palavras pronunciadas hoje em Brasília, naquilo que foi provavelmente o primeiro troca-troca de ministros da História do País, o até então especialista em Articulação Política assumindo a Pesca e a antes especialista em Pesca indo para a Articulação Política. Continue lendo “Palavras históricas de grandes estadistas”