Arquivos Mensais: Março 2010

Sinatra

“Quando Frank Sinatra morrer e for para o céu, a primeira

coisa que ele fará será procurar Deus e gritar com

ele por tê–lo feito careca.” (Marlon Brando) Ler Mais »

Dane-se o país

A repugnante frase do então governador de São Paulo, Orestes Quércia – “Quebrei o Estado, mas elegi meu sucessor” –, tem tudo para virar fichinha perto dos abusos do presidente Lula para tentar eleger Dilma Rousseff. Ler Mais »

A gente adora essa cama

Há dezenove anos, publiquei, em um jornal de Belo Horizonte, uma crônica que – pensei – retratava momentos do cotidiano familiar. Recebi, de uma especialista em Educação, uma carta indignada, me acusando de deseducar meus filhos e de influenciar leitores e leitoras –sobretudo leitoras – de famílias bem formadas que porventura me lessem. Tanto tempo depois, insisto. Na crônica e no cotidiano. Ler Mais »

A sabedoria chinesa

Igual a muitas outras pessoas, não estou imune à mítica que se criou em torno da sabedoria chinesa. Muito disso se deve a livros e revistas, mas foi no cinema que o mito se cristalizou. Ler Mais »

Obama, o que estudou, mostra o que ser um democrata

Vejo que a Casa Branca emitiu um comunicado, em nome do presidente Barack Obama, sobre Cuba, a ditadura que Lula aplaude como um adolescente tiete deslumbrado. Choca a diferença entre Obama e Lula. Ler Mais »

Lições das Damas de Branco

Respeito aos direitos humanos é balela para qualquer ditadura, seja ela qual for. Ditadores, independentemente do matiz ideológico, transformam as lutas por liberdade em crimes lesa-pátria. Ler Mais »

Bastião

O cientista político, no meio à descrição da vida de determinado governante brasileiro, lembra sua lutas nos bastiões da esquerda. Pronto, é hora de mudar de leitura. Certas palavras têm o poder de me afugentar. Ler Mais »

The best of the worst

Para não servir gato por lebre, informo que este artigo resulta de experiências vividas em restaurantes médios da cidade, e em viagens. Aos freqüentadores dos Jardins, serve apenas como curiosidade. Ler Mais »

A caneta do Oscarito

Se gostasse de exatidões, eu diria que há dezenove anos, em 1991, dediquei esta crônica a minha irmã mais nova, evocando nossas histórias de crianças. Tempos depois – 1997 – aos 51 anos, ela se foi para sempre. Sobramos, a crônica e eu. Ler Mais »

Não é a cor da pele

O iminente julgamento das chamadas cotas raciais pelo Supremo Tribunal Federal vai muito além da adoção de um sistema dito “afirmativo” para o ingresso nas universidades. Ler Mais »

Las preguntitas sobre Chico, Sílvio, José, Gabriel

Fico pensando: o que será que Chico Buarque sente quando vê as notícias sobre as Damas de Branco? Ler Mais »

A mulher de Errol Flynn

Recebo aqui em Campinas e-mail do jornalista José Leal Paes, hoje morando em Belém do Pará após trabalhar durante bons anos no Estadão. Sua mensagem não poderia ser mais sucinta, apesar do enorme significado. Dizia, apenas: “Morreu ontem, no bairro do Guamá, a mulher do Errol Flynn”. Ler Mais »

Almodóvar e Vargas Llosa entre os 13 mil pela libertação dos presos políticos cubanos

A carta aberta pedindo a liberação dos presos políticos cubanos que começou a circular na internet na sexta-feira, dia 12 de março, reuniu, em apenas cinco dias, mais de 13 mil assinaturas, em 84 países do mundo. Ler Mais »

Dificilmente algo no mundo se parecerá com a Vila Itororó

Seria um absurdo alguém, em pleno centro de São Paulo, ter a sensação de que chegou a uma civilização perdida do fim do mundo. Mas dificilmente, em qualquer parte do planeta, algo se parecerá com o palacete da Vila Itororó. Ler Mais »

O lixo

O caminhão que recolhe o lixo passa cedo. Para dormir um pouco mais, coloco na rua, de véspera, o saco com as sobras produzidas nos últimos três dias. Constato que ele está pesando uma enormidade. Ler Mais »