Mais música

Quando a pessoa tem o dom, não tem jeito.
Valdir Sanches me mandou  uma mensagem que
 é uma deliciosa crônica. Seria egoismo guardar só pra mim. Pedi  a autorização para publicar, e aí vai. (S.V.) Ler Mais »

Lula, quem diria, foi parar…

A combinação carnaval e política tem o dom de disfarçar a gravidade das crises. Diverte milhões com fantasias e máscaras, letras originais ou paródias bem-humoradas – algumas engraçadíssimas. Que valem tanto ou mais do que enquetes ou pesquisas de opinião. Um termômetro adicional e preciso para medir quem goza ou não de prestígio popular. E que deve deixar a presidente Dilma Rousseff, o ex Lula, Cunhas, Renans, governadores e prefeitos às dúzias ansiando pela Quarta-feira de Cinzas. Ler Mais »

Irrisórios somos nós

Chego a essa conclusão ao acabar de ler os jornais da semana. Ler Mais »

Começar de novo

Somos todos do tempo em que o futebol era uma caixinha de surpresas. Ler Mais »

Nunca houve governo tão incompetente (32)

Mesmo quando faz alguma coisa que vai numa direção correta, Dilma Rousseff, a presidente mais mal avaliada que o Brasil já teve, erra, e erra feio. Ler Mais »

Enfim, o melhor de Renato Teixeira

zzzzcaixa4 - 720

A música brasileira é uma coisa tão absolutamente rica, multifacetada, diversificada, extraordinária, maravilhosa (sempre achei que é nosso absoluto melhor produto, nossa marca especial, nossa maior expertise), que às vezes, quando pensamos no que é o topo do topo, o primeiríssimo time, o AAA, nos esquecemos de Renato Teixeira. Ler Mais »

Um beijo

zzmaureen 720

O beijo que Mau­reen O’Hara e John Wayne deram em The Quiet Man é o arqué­tipo de todos os bei­jos. Os do cinema e os que na vida mais se pare­cem aos do cinema. Ler Mais »

Marisa Letícia, a fábula

Protagonista de absurdos — dos canteiros em formato de estrela que mandou plantar nos jardins do Palácio da Alvorada e da Granja do Torto à requisição e obtenção de cidadania italiana para ela e a prole no segundo ano do primeiro mandato presidencial de seu marido –, Marisa Letícia Lula da Silva volta à cena. E em grande estilo. Ler Mais »

Verifique as letras

Na ida ao litoral, há duas semanas, dei com uma placa de sinalização que existe há anos. Está na Rodovia dos Imigrantes, alguns metros antes de começar a descida da serra: Verifique os freios. Ler Mais »

Quem se carimbou foi o Lula

Anteontem, o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, amigo leal, disse que o ex-presidente Lula, por ter prestado inestimáveis serviços à sociedade e por ter um enorme carisma, virou o objeto do desejo dos que sonham em vê-lo investigado, o que é, segundo o ministro,  uma verdadeira obsessão em ver Lula criminalizado. Ler Mais »

Matando mosquito a tapa

Mais uma vez o mundo se curva aos pés do Brasil.

Quem não se lembra desse slogan ufanista com o qual o Brasil festejava glórias verdadeiras ou imaginárias, principalmente nos campos esportivos, quando ainda gozávamos dessa primazia? (Principalmente antes do histórico 7 a 1.) Ler Mais »

Os dedos de Marina no teclado

2016-01 - Marina dia 25 - Corte

Hoje Marina visitou, pela primeira vez, o lugar em que a mãe trabalha.

Adorou. Ler Mais »

Nunca houve governo tão incompetente (31)

O ministro da Saúde da República Federativa do Brasil administra um orçamento maior do que o Produto Interno Bruto da Nicarágua, do Haiti, de Honduras, do Paraguai, da Bolívia, de El Salvador, do Panamá. Ler Mais »

Um lobo para o A-PV

With her husband, "Revolutionary Road" director Sam Mendes, right, Kate Winslet poses with awards for best actress drama for “Revolutionary Road” and supporting actress for “The Reader” backstage at the 66th Annual Golden Globe Awards on Sunday, Jan. 11, 2009, in Beverly Hills, Calif. (AP Photo/Mark J. Terrill)

Estremeço. Estremeci com o BPN, depois com o BES, agora com o Banif. Temo que, esquecido, Alves dos Reis perca o lugar no pódio dos nossos maiores burlões. António-Pedro Vasconcelos, tu que sabes o que são personagens, como bem se vê no “Amor Impossível”, faz dele, à Scorsese, o lobo de um filme teu! Ler Mais »

Marina e o mundo todo

– “Quem é aquele vovô?”, Marina perguntou para a mãe quando o carro, na Rua Caiubi, estava para cruzar a Iperoig. Ler Mais »