Canções made in Brazil para o mundo

Duas listas de 10 Mais da MPB divulgadas recentemente demonstram, de forma clara e impressionante, verdades incontestáveis. Uma: a música popular é mesmo, como digo há muitos anos, nosso melhor produto. A outra: toda lista de 10 melhores é, para dizer o mínimo, complicada, polêmica. Ou simplesmente uma grande bogagem – embora exerça um imenso fascínio sobre todos nós. Continue lendo “Canções made in Brazil para o mundo”

Das massas ao partido bolha

O ABC paulista tinha 250 mil metalúrgicos quando o Partido dos Trabalhadores foi criado em 10 de fevereiro de 1980. Naquela época carro tinha carburador, as indústrias se organizavam à base do modo fordista de produção e globalização era uma palavra desconhecida, assim como automação. Continue lendo “Das massas ao partido bolha”

O Guedes liberal naufragou

Pode ter sido pela turbulência dos ventos ou por uma vontade danada de chegar lá ainda que em condições precárias. Mas é indisfarçável que a bússola do ministro Paulo Guedes – o único dito e havido como porto seguro do Governo Bolsonaro – está descalibrada. Talvez a imantação já estivesse comprometida antes mesmo de ele assumir o barco, quanto mais para pilotá-lo em meio de terraplanistas. Assim, o Guedes liberal naufragou. Continue lendo “O Guedes liberal naufragou”

O cara não passeia – viaja a trabalho!

Soube de fonte fidedigna (Mary Zaidan, a mulher dele) que Sérgio Vaz anda sem vontade de viajar.  Estranhei… quem não gosta de sair um pouco de casa e desfrutar as delícias de novos ares em plagas (perdão) distantes? Em dado momento percebi tudo. O que acontece com Sérgio Vaz é que ele não é um turista, um viajante, um itinerante – ele é um enviado especial. Vai a trabalho. Continue lendo “O cara não passeia – viaja a trabalho!”

Um secretário de Educação absolutamente inadequado

Rondônia foi premiado com um secretário de Educação que é uma figura extraordinária! Você, leitor, leu a lista de livros que ele queria que fossem recolhidos das escolas estaduais? Ainda bem que algum funcionário mais atilado percebeu que aquela lista era uma bofetada no país! Continue lendo “Um secretário de Educação absolutamente inadequado”

Vaginação

No dicionário, a palavra vaginação é sinônimo de imaginação.
Não tem nada a ver com a vagina mencionada pelo canalha José de Abreu, quando abriu a tampa do seu esgoto para atacar Regina Duarte.
Mas tem a ver com sua vaginação sórdida. Continue lendo “Vaginação”

A invenção do sexo

Todas as gerações crêem pia e firmemente (graças a Deus) ter descoberto o sexo e, logo, o desejo e a nudez. O desejo teria nascido, alegam, nos anos 50 do século XX, num acto de redenção das privações da guerra mundial da década anterior ou por força da Guerra Fria. Continue lendo “A invenção do sexo”

É preciso estar atento e forte

Luzes, ainda que fracas, no túnel da economia, reforma da Previdência feita, até talvez tributária e administrativa ainda este ano. Aos trancos e a despeito dos barrancos e barracos que o presidente Jair Bolsonaro arma, o governo faz que anda. Mas a melhor parte, digna de comemoração, é o que não anda: a retrógrada agenda de costumes. Graças à grita de muitos, nela o governo só colhe reveses. Continue lendo “É preciso estar atento e forte”

O enigma

Para mim é um verdadeiro enigma a trajetória de Bolsonaro pela vida. Ele já declarou, mais de uma vez, que não nasceu para ser presidente. Que nasceu para ser militar, que ama a farda. Como compreender, portanto, que ele tenha cursado uma academia militar que permitiu que realizasse um sonho para de lá sair varrido depois de muitas quizumbas e implicâncias com seus chefes? Continue lendo “O enigma”

Catástrofes!

Corona vírus se espalhando pelo mundo, países inteiros pegando fogo, enchentes destruindo tudo o que tem pela frente, Abraham Weintraub no Ministério da Educação…! É muita desgraça acontecendo ao mesmo tempo. Continue lendo “Catástrofes!”

Fé, esperança e consolo

O que gosto do meu passado! Ainda que eu saísse nu à rua, não sairia nu à rua. O meu passado cobre-me, como cobria Faith Hope Consolo, a mais bem-sucedida agente imobiliária americana. Ia dizer de Nova Iorque, mas será mesmo preciso dizê-lo? Continue lendo “Fé, esperança e consolo”