Palavrão no Estadão!

Anotações de um confinado, volume 8.

Quem diria, o Estadão, aos 141 anos de idade, escrevendo palavrão. É verdade que só reproduziu os que foram ditos na assombrosa reunião de ministros da sexta-feira, 22 de abril, com Jair Bolsonaro, pelo próprio. Continue lendo “Palavrão no Estadão!”

Vídeo letal

Nem a bala de prata, ansiada por tantos, muito menos uma espoleta, tiro de festim ou n’água, como fingiu o presidente Jair Bolsonaro. Os efeitos da exibição do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril se parecem mais aos da proibida dum-dum: estilhaçam o alvo por dentro. Expõem as vísceras de um presidente que pensa nele e em sua família acima de tudo e todos, e de um governo avesso à democracia, com uma visão bizarra e ultrajante de liberdade. Continue lendo “Vídeo letal”

Mais mito. E mais perto do impeachment

No dia 22 de abril, contavam-se 2.906 brasileiros mortos pela Covid-19; havia 45.755 infectados, e a curva era terrivelmente, horrorosamente ascendente. Durante a longa reunião ministerial, no entanto – como mostrou o vídeo, liberado exatamente um mês depois, nesta sexta-feira, 22 de maio –, o presidente Jair Bolsonaro não falou uma frase sequer que demonstrasse preocupação com o avanço da pandemia, o número de doentes, de mortos. Continue lendo “Mais mito. E mais perto do impeachment”

Difícil compreender

Confesso não conseguir compreender o motivo, ou os motivos, que levaram os militares a jogar fora o respeito que conquistaram do país ao longo dos anos que se sucederam à ditadura de 64. Trabalharam muito por isso e foram vitoriosos. Da triste imagem que deixaram dos vinte anos que dominaram o Brasil, os fardados passaram a ter o respeito e a admiração da sociedade, pelo modo como se portaram até 2018. Continue lendo “Difícil compreender”

Liberais versus desenvolvimentistas, de novo

Recentemente o presidente Jair Bolsonaro arbitrou por duas vezes em favor do ministro Paulo Guedes; com isso os liberais ganharam o primeiro round de uma disputa que está longe de se encerrar.  O Pró Brasil – esboço de projeto intervencionista na economia, defendido pelos militares e pelo ministro do desenvolvimento regional, Rogério Marinho – não foi enterrado. Continue lendo “Liberais versus desenvolvimentistas, de novo”

Revolução na moda

Surjo na sala mal desperto, o cabelo desgrenhado, a barba enroscada, só não uma bituca de cigarro no canto da boca porque não fumo. Na mão levo um pé de meia furada, com o dedo indicador saindo pela avaria. “Credo!”, faz minha filha ao me ver. À pantomima, segue-se a condução coercitiva para o banheiro. Continue lendo “Revolução na moda”

Para presidente criminoso, impeachment

Neste domingo em que fiéis da seita satânica de Jair Bolsonaro fizeram manifestação em Brasília carregando caixões, possivelmente para comemorar que o Brasil passou Itália e Espanha em número de infectados pelo novo coronavírus, e agora é o terceiro do mundo nesse campeonato mundial macabro, uma notinha de jornal serviu para deixar a gente ainda mais triste. Continue lendo “Para presidente criminoso, impeachment”

Bolsonaro já era

Ouvir a filha ou o filho por detrás da porta antes que ela engravide ou que o “moleque” encha “os cornos de droga” traduz com exatidão como o presidente Jair Bolsonaro enxerga o mundo e como aplica esse olhar nocivo às questões de Estado. Não à toa, considera normal exigir informações de “inteligência” da Polícia Federal, aquelas de coxia, colhidas às escondidas, do lado de fora da porta dos trâmites legais. Continue lendo “Bolsonaro já era”

Luiz Maklouf Carvalho

Luiz Maklouf Carvalho tinha, entre tantas qualidades, a ousadia. Este grande amigo que faleceu hoje, levado por um câncer aos 67 anos, deixa um legado de obras e prêmios importantes. Livros sobre Lula, Bolsonaro, para citar os mais recentes; prêmios Esso, Vladimir Herzog, Jabuti.  Continue lendo “Luiz Maklouf Carvalho”

Um problema que os outros não têm

No dia em que completávamos 2 meses inteiros de quarentena, o exato dia em que caiu o segundo ministro da Saúde do Brasil em meio à pandemia, um dia depois que Carlos Alberto Sardenberg escreveu em O Globo que o Brasil tem – além da crise sanitária e da crise econômica – um problema que nenhum outro país do mundo tem, que se chama Bolsonaro, choveu dentro do meu apartamento. Continue lendo “Um problema que os outros não têm”

Com Jair Bolsonaro não tem conversa

Governadores reagiram com vigor, com força, à saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde – a segunda demissão no cargo em menos de um mês, no momento em que o país se encontra no olho do furacão da pior pandemia que o planeta já enfrentou em um século. Continue lendo “Com Jair Bolsonaro não tem conversa”