Dilma, Lula e o diabo

Em abril de 2013, durante encontro com prefeitos na Paraíba, Dilma Rousseff surpreendeu a todos com sua sinceridade: “Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição”.  Confessou e fez, como é sabido. E o belzebu cobrou. Com juros e correção, sem carência ou parcelamento. Pior, encarnado em gente experiente nesse tipo de pacto. Ler Mais »

Não há beijos no rabo em Michelet

zzzzmanuel01

Não foi por ter ido a Cope­nhaga de pro­pó­sito escolhê-lo, mas o mais bizarro “melhor filme” que já vi foi Hek­sen, um filme mudo dina­marquês, rea­li­zado pelo sueco Ben­ja­min Christensen. Ler Mais »

Onde é a saída?

Sobre a nudez forte da verdade o manto diáfano da fantasia’, célebre frase de Eça de Queiroz que está gravada no monumento que o homenageia no Chiado, em pleno coração de Lisboa,  se fosse usada em Brasília teria que ser substituída por ‘Rasgaram o véu diáfano da fantasia e a verdade apareceu em toda a sua feia nudez’. Ler Mais »

Fabricando a própria mentira

É possível que esteja acontecendo alguma coisa que a nossa vista não alcança. Ler Mais »

Regina Dias corre o risco

Em seu primeiro show em Sampa, Regina Dias, cantora veterana, mais de 30 anos de carreira, correu o risco de misturar Michel Legrand com Bia Mestriner. Stevie Wonder com João Pernambuco e Marco Araújo. Kurt Weill, o parceiro de Bertold Brech, com a dupla Clarisse Grava-Felipe Radicetti. Ler Mais »

Nunca houve governo tão incompetente (8)

Um editorial e dois artigos publicados hoje – quinta-feira, 26 de março – no jornal O Globo explicam, de forma claríssima, quase didática, o imenso imbróglio em que o governo Dilma se meteu ao mexer populistamente, eleitoralmente, com as dívidas dos Estados e municípios. Ler Mais »

Disponibilizaram um equipamento. Peremptoriamente

Se, além da minha mulher, alguém achar que me tornei um velho implicante, posso, com certas ressalvas, dar razão. Um velho implicante jornalista, pior ainda. Mas veja este release que recebi (entre dezenas de outros que chegam por e-mail). Ler Mais »

Playboy

zzzmanuel1

O mau fei­tio nas­ceu com ele, mas Fran­cis Cop­pola emprestou-lhe as cores da lenda. Falo de James Caan, que foi, no The God­father, o filho pri­mo­gé­nito de Don Cor­le­one, her­deiro de um impé­rio em que o crime e o amor à famí­lia se bei­jam na boca. Ler Mais »

Governo na lona, oposição zonza

Cerca de dois milhões de brasileiros ocuparam as ruas no último domingo. Vestidos de verde e amarelo uniram-se em repúdio à corrupção, berraram fora Dilma, fora PT. Bateram panelas na mesma noite e na seguinte em protesto aos ditos patéticos de ministros e da própria presidente. Não foram ouvidos. Nem pelo governo nem pela oposição. Ler Mais »

Curioso, let it go, petit jeté

2015-03 - Marina dia 19 - Foto Carlos 1

Marina hoje declarou que algo é “curioso”. Nunca tinha ouvido ela falar essa palavra, não sabia que ela já constava de seu vocabulário, e fiquei tão espantado, admirado, fascinado com o fato que sequer gravei o que foi que ela chamou de curioso. Ler Mais »

O dilmês

Durante sua campanha para presidente em 2010 estranhei um pouco o modo de dona Dilma falar. Alguém me disse que eu estava estranhando o sotaque e o linguajar gaúcho da candidata, o que de pronto descartei. Tenho amigos gaúchos desde minha adolescência, acho um charme seu sotaque, amo e até adotei muitas de suas expressões. Ler Mais »

O governo em seu labirinto

A gigantesca manifestação de domingo deu um nó na cabeça do governo e desorientou a militância virtual do PT, que nunca antes na história deste país poderia imaginar a existência de uma tão enorme elite branca de olhos azuis, preconceituosa, racista e fascista. Ler Mais »

O exército e os guerrilheiros do PT

O PT fala muito em democracia, mas seu DNA tem carga forte de autoritarismo. Os lulo-petistas são fascinados por Fidel Castro, Josef Stálin, Kim Jong-un, Hugo Chávez, Evo Morales – ditadores ou defensores de regimes autoritários, em que a democracia é cada vez mais apenas fachada. Ler Mais »

Não se xinga o povo de golpista

A presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e a turma do PT ainda não descobriram que não se xinga o povo, cansado de corrupção, de golpista. No panelaço do Dia Internacional da Mulher rotularam a manifestação como uma tentativa das elites de forçar o terceiro turno eleitoral. Ler Mais »

Panelaço é pouco frente ao engodo do “Pátria educadora”

A “Pátria educadora” tem 39 ministérios e não tem ministro de Educação há tempos. Até por que, depois dos desacertos de Fernando Haddad e Aloizio Mercadante, Cid Gomes foi de longe a mais infeliz das escolhas da presidente Dilma. Dito assim só para manter certa elegância no texto. Ler Mais »