Quase acabando. Mas as miudezas…

Oba! Tá quase acabando! Os livros e a papelada das pastas suspensas já estão no lugar. Agora só falta arrumar as miudezas. Ler Mais »

Juventude estraçalhada

Com 726.712 detentos, o Brasil é o terceiro país com mais presos no planeta. Em números absolutos só perde para os Estados Unidos, cuja população bate em 323 milhões, e para China e seus 1,6 bilhão de habitantes. Ler Mais »

Bem na selfie

Os policiais do Rio e Rogério 157, o preso, saíram muito bem na selfie feita pelos primeiros para comemorar a prisão do segundo, que foi parar nas primeiras páginas dos jornais. 157 mostrou que tem estilo para posar. Eu se fosse ele reclamaria o empréstimo de pelo menos uma pistola ponto 40, para não sair de mãos abanando. Ler Mais »

Vou contar uma história

Vocês conhecem instituições mais fortes no Brasil de hoje do que as célebres Redes Sociais e o terrível Politicamente Correto? Sem esquecer, naturalmente, do poder dos indigitados ‘selfies’… Ler Mais »

Está melhorando (22)

Dezoito meses depois de Dilma Rousseff ser apeada da Presidência, deixando o país afundado na mais grave recessão da História, o Produto Interno Bruto (PIB) cresce, a indústria demonstra alta disseminada por diversos setores, o desemprego diminui mais um pouco. Ler Mais »

Pedras no caminho

“Mongezinho, Mongezinho, tens um duro caminho”. As palavras que Martinho Lutero ouviu de um frei amigo quando da sua peregrinação para Worms caem como uma luva para o duro caminhar do governador Geraldo Alckmin para se tornar protagonista da sucessão presidencial. Ler Mais »

Sítio arqueológico de difícil acesso

Oi, Filha! Hoje, na última etapa da escavação dos sítios arqueológicos do apartamento, chegamos ao Buraco 2, região de acesso dificílimo, quase impossível. Ler Mais »

Falta combinar com os russos

Sorte é parte da vida. Alguns tentam alcançá-la pela fé, muitos nunca chegam perto dela, uns a experimentam e outros a têm com fartura. Na política, o governador Geraldo Alckmin faz parte desse último time. Quase sempre está no lugar certo na hora certa. Ler Mais »

Mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa…

Não há como negar a vergonha que se abateu sobre os eleitores fluminenses, em especial os cariocas. É só verificar a lista dos presos recentes e ver os nomes que lá estão. Nós, cidadãos comuns, estamos aborrecidos e envergonhados. Ler Mais »

Marina dançadeira

O teatro estava absolutamente lotado para a apresentação das 20 crianças entre 4 e 5 anos que fazem dança na escola. Verdade que é um teatro pequeno, o Centro da Terra, na Rua Piracuama, em Perdizes, mas o fato é que a primeira apresentação de Marina num palco de verdade foi diante de casa cheia. Ler Mais »

Já que é inevitável, algum bom humor, vai

Com a descupinização fase 2 (sala e corredor), e a necessidade de tirar tudo das estantes grudadas nas paredes, estou me iniciando na nobre arte do desapego. Ler Mais »

Indiana Jones e o Reino dos Suportes Físicos

Valdir, caríssimo,

Tá dureza retomar a vida depois de 16 dias fora de casa. Tá tudo um caos. Ler Mais »

A sereia e o mar

Desfeito o mistério da odisséia de Luciano Huck. Desde quinta-feira passada, quando o barômetro político Estadão-Ipsos apontou o apresentador com 60% de aprovação, o mundo político entrou em ebulição. Consolidava-se ali um possível candidato com potencial para romper a polarização Lula-Bolsonaro e liderar a tão sonhada, pelos brasileiros, renovação política. Ler Mais »

De novo: quem quebrou o Brasil foi Dilma Rousseff

O Brasil é um país abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que beleza, em que “a cada 15 anos se esquece dos últimos 15 anos”, como diziam Jorge Ben e na segunda parte Ivan Lessa. Ler Mais »

Está melhorando (21)

Nos últimos dias – como, aliás, vem acontecendo há várias semanas -, os jornais trouxeram  ótimas notícias sobre a economia brasileira.

* A inflação medida pelo IPCA-15, o índice que é uma prévia da inflação oficial mensal, segundo o IBGE, subiu 2,58% no acumulado de 11 meses em 2017 – o menor valor dos últimos 19 anos. Quando Dilma Rousseff foi afastada da Presidência da República, a inflação anual passava de 10,5%. Ler Mais »