Bolsonaro abraça a TV Brasil

Abraços são demonstrações de afeto, de alegria ou de força nos momentos de dor. Por vezes, naufragam oportunistas. Por outras são imorais, ilegais ou ambos. Há duas semanas, o caloroso abraço entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Supremo Dias Toffoli selou a reedição dos eternos conluios brasilienses, nos quais os participantes gargalham de quem ousa mexer no arranjo. Na terça-feira, dois outros abraços, desta vez enviados ao presidente durante o jogo Peru x Brasil, também foram simbólicos, escancarando a farsa de que ele teve algum dia a pretensão de extinguir o que nasceu para ser TV Lula e agora é TV Bolsonaro.

Continue lendo “Bolsonaro abraça a TV Brasil”

Mentir é de praxe

Não creio que seja possível acreditar que currículos prenhes de mentiras possam passar por verdadeiros nesta era da Internet. É facílimo consultar as universidades citadas e ficar sabendo se aquele título, ou aquele curso, ou aquela graduação, foram verdadeiros. Nada mais fácil. 

Continue lendo “Mentir é de praxe”

Rap da Felicidade!

Eu só quero é ser feliz

Torrar grana do tráfico como eu sempre fiz

Mas preso aqui em Venceslau

Você sabe, é difícil, não consigo nem a pau!

 

Quero muito passear de lancha

Comer bem e encher a pança

Mas preso aqui em Venceslau

Você sabe, é difícil, não consigo nem a pau! Continue lendo “Rap da Felicidade!”

Dupla tentativa de assassinato

Consuma-se nos próximos dias mais um ato do acordão para enterrar a Lava Jato, quando o Senado aprovará o nome de Kassio Nunes para substituir o ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal. Sua sabatina será coisa para inglês ver, apesar dos indícios de fraude em seu currículo. Continue lendo “Dupla tentativa de assassinato”

Deu a louca no mundo

Quem teve o prazer de assistir ao debate entre John Kennedy e Richard Nixon há de ter estranhado muito a decadência dos debatedores eleitorais Donald Trump e Joe Biden. A bem da verdade, horripilante foi o comportamento de Trump; Biden foi mais elegante, mas sem a força que deveria ter exercido para calar o oponente.

Continue lendo “Deu a louca no mundo”

Shazam! – e o repórter voava

Anotações de um confinado.

Um simples telefonema pode transformar um sujeito cansado, tarde da noite, em um enviado especial. Então… À uma e meia da madrugada, os últimos convidados de uma festa tinham saído. Este que vos escreve já estava no quarto, olhando amavelmente para a cama. O telefone toca, Haydeé atende. “É o Mitre.” Continue lendo “Shazam! – e o repórter voava”

O mercado falou mais alto

Depois de uma semana de bate-cabeças — com os ministros Paulo Guedes e Rogério Marinho quase chegando às vias de fato —, o governo parece ter tomado um chá de juízo e desistido da idéia insana de furar o teto dos gastos para financiar o Renda-Cidadã. Com o recuo, o ministro da Economia saiu da situação “balança mais não cai”, ganhando sobrevida. Continue lendo “O mercado falou mais alto”

Tubaína com o presidente

A descortesia do presidente Jair Bolsonaro ao indicar o substituto do ministro Celso de Mello 12 dias antes da vacância do cargo no STF foi uma desforra a um algoz e muito mais. A real e indisfarçável urgência é acelerar o pouso, em mãos aveludadas, dos casos espinhentos para ele e sua prole. Continue lendo “Tubaína com o presidente”

Rachadas!

“Doação para Covid acaba em programa da primeira-dama.”

Quando li a manchete acima da Folha de São Paulo dessa quinta-feira, levei um susto e pensei com meus botões: esse jornal agora passou dos limites. Tá insinuando que a primeira-dama Michelle Bolsonaro deu de fazer programas? Continue lendo “Rachadas!”

Tunga na educação

Há um mês o Congresso Nacional aprovou por meio de um amplo consenso a PEC que tornou o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica permanente e aumentou o aporte da união para 23%. À época o governo tentou destinar 5% dos novos recursos do fundo para o programa de transferência de renda que pretendia criar, então chamado de Renda Brasil. Havia uma esperteza na manobra arquitetada pela equipe econômica. Como o Fundeb está fora do teto dos gastos, o governo aumentaria suas despesas sem desrespeitar o dispositivo constitucional. Continue lendo “Tunga na educação”

Sem estante de livros atrás não há entrevista

Não posso imaginar por que a GloboNews me ligaria pedindo entrevista. Quem sabe pela cobertura que fiz (ao lado de uma penca de coleguinhas) da visita de um presidente da República brasileiro e militar a Portugal, o general Garrastazu Médici. Afinal, é data redonda. Faz 50 anos. Meio século! Continue lendo “Sem estante de livros atrás não há entrevista”

Digitax uma ova!

Por duas vezes em menos de um mês o presidente Jair Bolsonaro detonou as ideias de sua equipe econômica para atendê-lo na criação de um substituto mais generoso para o Bolsa Família, batizado de Renda Brasil. “Não posso tirar dos pobres para dar para os paupérrimos”, esbravejou, indignado. Na mesma semana em que reprisou a frase de efeito, avalizou a reencarnação da CPMF, ressuscitada como Digitax. Optou por tirar também dos paupérrimos para perenizar o dinheiro na veia que inflou sua popularidade. Continue lendo “Digitax uma ova!”